Economista alerta para os riscos de investir em criptomoedas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Michael Wensch/Domínio Público

Uma das novidades no mercado financeiro são as chamadas criptomoedas. Trata-se de um tipo de moeda digital descentralizada, um meio de troca que se utiliza da tecnologia.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

É utilizada a criptografia para garantir a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda. O Bitcoin foi a primeira criptomoeda que entrou no mercado e foi criado no ano de 2009.

O avanço da tecnologia possibilitou a invenção desses tipos de transações comerciais de alto risco. O sistema ainda não é regulamentado pelos governos dos países e por isso é importante tomar o devido cuidado.

Na avaliação do economista Eduardo de Almeida Leite, as moedas virtuais são criadas em plataformas na internet e são manuseadas por milhões de pessoas ao redor do mundo.

Os grandes investidores tem preferido não optar pelas criptomoedas, devido a falta de regulamentação. O mercado de ações também oferece riscos, mas a diferença é que ele está legalmente constituído e fiscalizado pelos governos:


Eduardo de Almeida Leite
bitcomeduardodealmeidaleite1

Um exemplo da instabilidade do mercado de ações foi à queda nas ações da Petrobras provocada pela paralisação dos caminhoneiros. Milhares de investidores perderam recursos, mas tem algumas garantias do Banco Central:

Eduardo de Almeida Leite
bitcomeduardodealmeidaleite2

A moeda virtual ainda é uma novidade para o mercado financeiro. Porém, os especialistas acreditam que este tipo de recurso tecnológico deverá evoluir com o passar do tempo e poderá ser devidamente regulamentado e fiscalizado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE