Retorno das reuniões da Câmara marcado por discussões e vereadores criticam contratação de recepcionista

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foram retomadas na noite desta segunda-feira, 12 de agosto, as reuniões ordinárias da Câmara Municipal de Vereadores de Pará de Minas após o recesso parlamentar.

Em pauta 23 projetos para conceder Diploma de Honra ao Mérito, aprovados por 15 votos a zero; e 25 projetos para entrega de Título de Cidadania Honorária também aprovados por 16 votos a zero. Eles serão entregues em uma solenidade no dia 20 de setembro, aniversário de Pará de Minas.


Houve também entrega de moções de aplausos a pessoas e entidades que de alguma forma contribuíram para o crescimento de Pará de Minas. Nenhum projeto foi votado, apenas requerimentos aprovados.

Entre os destaques da reunião a discussão envolvendo a licitação proposta pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Pará de Minas para contratar uma empresa especializada no serviço de recepcionista.

O Portal GRNEWS publicou a informação no dia 29 de julho e desde então é assunto na cidade pelo valor proposto pelo edital. A Câmara poderia gastar anualmente até R$ 63.081,12 na contratação da empresa por meio da licitação na modalidade pregão, ou seja, venceria quem oferecesse o serviço pelo menor preço.


Na sexta-feira, 9 de agosto. o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) recomendou a suspensão da licitação. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, representada pela promotora Juliana Maria Ribeiro da Fonseca Salomão, considerou vários requisitos ao fazer o pedido, entre eles o valor do salário, que está acima do praticado no mercado, conforme publicado nesta segunda (12) pelo Portal GRNEWS.

O vereador Ênio Talma Ferreira de Resende (PSDB) não concorda coma presidência da Casa e criticou a abertura da licitação, pois considera que a Câmara Municipal tem funcionários suficientes para desempenhar a função:


Ênio Talma Ferreira de Resende
eniotalmalicitrecepc1

Outro vereador que criticou a licitação para contratar o serviço de recepcionista foi Antônio Carlos dos Santos (PTB). Ele aproveitou para dar sugestões à Mesa Diretora:


Antônio Carlos dos Santos
antoniocarloslicitrecepc1

O presidente da Câmara Municipal Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB) explica que recebeu a recomendação do Ministério Público no fim da tarde de quinta-feira (08), mas por não ter um recepcionista, o documento só chegou ao seu gabinete na manhã seguinte, quando a licitação já acontecia na Câmara.

Por isso ele acredita ser necessária a contratação de uma pessoa para a recepção, pela responsabilidade que é o cargo:


Dilhermando Rodrigues Filho
dilelicitrecepc1

Ainda durante a reunião, como faz todos os meses, o vereador Marcos Aurélio dos Santos apresentou a relação dos repasses feitos pela Prefeitura ao Paraprev. Em junho o valor devido de R$ 629.112,29 referente à Contribuição Sindical foi recolhido junto a R$ 433.163,00 da Contribuição do Servidor.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!