Continua travada construção de rotatória perto do DEER-MG e empreiteira retoma as obras no canteiro central

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Desde janeiro de 2019 a Avenida Presidente Vargas, uma das mais movimentadas de Pará de Minas com fluxo de 26 mil veículos em média diariamente, passa por uma revitalização completa.


Todo o canteiro central foi refeito, com colocação de novos passeios e meios-fios; corte de árvores e plantio de novas mudas; retirada de retornos e construção de novas rotatórias.


O projeto prevê que uma delas seria construída próxima ao Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER). Funcionários da empreiteira responsável pela obra iniciaram a construção mas foram barrados no dia 9 de julho pelo proprietário da área. Júlio Maria Guimarães Ferreira disse ao Portal GRNEWS que aquele terreno é dele e à Polícia Militar apresentou documentos que comprovam, inclusive as guias do Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana (IPTU) quitadas.


Com a obra paralisada, no mesmo dia ele foi chamado na Prefeitura e conversou com representantes da administração municipal. Segundo o empresário uma compensação de área foi acordada e a solução é positiva para as duas partes.


Meses se passaram e nada de nova rotatória. Procurado, o empresário Júlio Maria Guimarães disse ao Portal GRNEWS que o impasse continua. Ele pediu até que seus direitos sejam respeitados, por isso colocou placas no entorno do terreno mostrando que a propriedade é privada.


Mas o curioso é que as obras, que agora estão na Praça Simão da Cunha, retornaram para o local próximo ao DEER-MG. Funcionários trabalham no canteiro central que está sendo aumentado. O motivo de uma rotatória ali, é que, segundo o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, a área é uma das que mais registram acidentes, pois os condutores passam acima da velocidade permitida. A rotatória faria com que eles diminuíssem esta velocidade.


O Portal GRNEWS procurou então a assessoria de comunicação da Prefeitura de Pará de Minas para saber se a rotatória naquela área foi retirada do projeto ou houve mudanças.


Segundo informações da assessoria, o secretário de Desenvolvimento Urbano Júlio César de Oliveira mantém o que disse em uma reportagem publicada pelo Portal GRNEWS no dia 28 de novembro deste ano.

Na ocasião ele falou que a empresa tem registro e matrícula de parte do terreno, mas onde está prevista a rotatória é uma área pública. Foi feito um acordo amigável, que não prosperou, mas ele afirmou que chamará novamente o empresário para definirem a situação.


A expectativa é liberar o acesso para construção do passeio e continuar as obras que estão pendentes há meses.

A intervenção, segundo Júlio César de Oliveira, será apenas no espaço público, e não na área do empresário Júlio Maria Guimarães Ferreira.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!