Comitê decide via WhatsApp manter flexibilizações mesmo com escalada de casos de Covid-19 em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Pará de Minas vive uma escalada no número de casos de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram 68 novos casos confirmados da doença e uma morte em decorrência do novo coronavírus. A cidade tem atualmente 3.564 casos e 151 óbitos. Continua em 100% a taxa de ocupação de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratar pacientes com Covid-19 no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC).

Nas ruas parece que o novo coronavírus não existe. Muita gente circulando, formando filas em bancos e os bares lotados à noite. Nos sítios as festas continuam rolando, com aglomeração e nenhuma medida de prevenção. Nestes eventos ninguém se lembra de usar máscaras.

Algumas igrejas continuam mantendo as medidas, como distanciamento entre os fiéis. Em outras, após a cidade ser enquadrada na onda vermelha, as celebrações diminuíram em quantidade e mais pessoas assistem a missa e o culto. Ou seja, tem mais gente que o permitido dentro dos templos.

Mesmo com estes números de casos e mortes crescendo a cada dia, o Decreto 11.550/2021 foi publicado nesta terça-feira, 11 de maio. O Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do Covid-19 decidiu, após votação pelo WhatsApp, manter as flexibilizações que já vinham acontecendo.

Válido até 17 de maio, barbearias e salões de beleza podem continuam funcionando exclusivamente para atendimento individualizado, preferencialmente por agendamento.

Academias também podem funcionar respeitando as medidas de prevenção como uso do álcool em gel, máscaras e distanciamento, além do distanciamento de 10 m² por pessoa.

Bares também podem ficar abertos até 22h30 desde que a clientela não ultrapasse 40% da capacidade máxima de ocupação. Shows e som mecânico permanecem proibidos.

Atividades de treinamento, oficinas, capacitações e projetos sociais, além das feiras para comercialização de alimentos também podem ser mantidos abertos.

Nas igrejas o número de fiéis não pode ultrapassar 25% da capacidade máxima. Cada fiel deve ficar 1,5m distante do outro, é preciso usar máscara e álcool em gel deve ser disponibilizado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!