Sem apoio de vereadores, Museu Histórico da Câmara Municipal não sairá do papel

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Há dois anos os ex-vereadores Antônio Linhares Villaça (PTC) e Silvério Severino Francisco (PP) apresentaram o projeto de lei 07/2015, propondo a criação do Museu Histórico da Câmara Municipal de Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O objetivo da proposta é criar um espaço no moderno prédio do Poder Legislativo para abrigar documentos, fotos e objetos que marcaram a história política e administrativa do município.


A matéria foi aprovada em primeira votação por 16 votos a favor, em segunda por 15 votos favoráveis. Na ocasião nenhum vereador da legislatura passada votou contra ou se absteve ao projeto.

No dia 1º de janeiro de 2017 os novos vereadores tomaram posse e cumprirão mandato até 2020. O presidente da Casa, Mário Justino da Silva (PRB), apresentou novamente a proposta de criação do museu do Legislativo paraminense.


Entretanto, o vereador revela que a ideia não teve o apoio dos demais colegas. Como as decisões são tomadas com base no voto da maioria, o Museu da Câmara não sairá do papel:


Mário Justino da Silva
museudacamaramariojustinosilva

Na legislatura passada também foi aprovado um projeto de lei denominando o Museu Histórico da Câmara Municipal Alferes Reo. O homenageado atuou como Agente Executivo em 1859 da então Villa do Pará, nome dado a Pará de Minas antes de ser município.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!