Paraminenses cumprem obrigação de pagar o IPVA, mas não veem retorno de tantos impostos pagos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o Seguro Obrigatório (DPVAT) começou a contar nesta quarta-feira, 10 de janeiro de 2018, com o vencimento da primeira parcela ou conta única do imposto e do seguro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A novidade é que a partir deste ano os contribuintes mineiros poderão parcelar o valor cobrado do IPVA no cartão de crédito. Inicialmente essa regra valia apenas para os moradores de Belo Horizonte, mas o Governo de Minas Gerais recuou e expandiu o benefício para algumas cidades do Estado. O parcelamento pelo cartão em até 12 vezes para pagar o IPVA só será feito com a presença do proprietário do veículo.

Outro fato novo referente ao IPVA 2018 é que os servidores do Governo de Minas Gerais que receberão o 13º salário em duas ou quatro parcelas podem pagar o IPVA de maneira diferenciada.

Nesta época os governos estaduais em municipais ficam ávidos pela entrada dos recursos do IPVA nos cofres públicos. Conforme publicado pelo Portal GRNEWS, o município de Pará de Minas tem uma frota superior a 57 mil veículos licenciados, o que deve gerar uma arrecadação superior a R$ 27 milhões.

Deste total a ser arrecadado em Pará de Minas com o IPVA 2018, 40% vai para o cofre do governo de Minas Gerais, 40% para o tesouro municipal e 20% para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A reportagem do Portal GRNEWS ouviu diversos paraminense sobre o pagamento do IPVA, DPVAT e Taxa de Licenciamento. Sem falar que a maioria dos proprietários de veículos está revoltada com os constantes aumentos dos preços dos combustíveis por parte da Petrobras.

O motorista Marcelo Franco ainda está se programando para pagar o IPVA e lamenta a alta carga tributária que recaí sobre o contribuinte, que não vê retorno da quantidade de impostos pagos:

Marcelo Franco
marcelofrancoipva2018

Já Flávio Francisco Martins Soares pagou adiantado e á vista o IPVA 2018 para aproveitar o desconto oferecido pelo Governo de Minas Gerais. Apesar disso, ele diz que não sabe para onde este dinheiro vai:

Flávio Francisco Martins Soares
flaviofranciscoipva2018

Aparecida Vasconcelos também já pagou antecipado o IPVA 2018, mas de maneira parcelada. Ela também entende que os recursos deveriam ser melhor aplicados em favor dos cidadãos mineiros:

Aparecida Vasconcelos
aparecidavasconcelosipva2018

Os contribuintes se queixam que não sabem para onde vai o dinheiro dos impostos e reclama das condições de trafegabilidade das estradas e vias urbanas. Mas os recursos do IPVA destinados aos cofres estadual e municipal podem ser gastos pelos gestores em qualquer ação do poder público, não existe a obrigatoriedade de aplicar o dinheiro em mobilidade urbana ou manutenção das vias.

Nesta quarta-feira, 10 de janeiro de 2018, venceu a primeira parcela do IPVA 2018 para os veículos com placas finais 1 e 2; dia 11 vencem as placas com finais 2 e 4; dia 12 devem pagar os donos de veículos com placas terminadas em 5 e 6; no dia 15, finais 7 e 8 e no dia 16 de janeiro para placas finais 9 e 0. Quem pagar o IPVA à vista terá desconto, mas quem atrasar pagará multa:

Também é importante lembrar que no ato de pagamento da cota única ou primeira parcela do IPVA 2018, o proprietário também deve quitar o Seguro Obrigatório (DPVAT).

Este ano o valor do DPVAT para carros caiu de R$ 63,69 para R$ 42,00. Já o valor cobrado dos proprietários de motocicletas se manteve em R$ 180,42. O dono de veículo também precisa pagar a Taxa de Licenciamento no valor de R$ 92,66 até o dia 2 de abril de 2018.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!