Comerciantes enfrentam dificuldades com o troco para consumidores paraminenses devido à falta de moedas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os dados divulgados esta semana pelo Banco Central mostram que o brasileiro guardou mais dinheiro ao longo do ano de 2018, apesar da crise econômica e do desemprego em alta no país. Com isso, os depósitos foram maiores que os saques na caderneta de poupança. De acordo com o economista Eduardo de Almeida Leite o medo do futuro em um cenário de incertezas faz com que o cidadão consuma menos e guarde mais dinheiro.

Mas enquanto este dinheiro não chega às contas-poupança nas agências bancárias, muitas pessoas mantém o antigo hábito de guardar moedas em cofrinhos. Algumas famílias até compram para as crianças visando incentivá-las a guardar dinheiro desde cedo.

Essas pessoas preferem juntar um valor maior em moedas, para depois promover a troca por cédulas ou mesmo depositar nas contas bancárias. Esse movimento contribui para a falta de moedas no mercado.

Os comerciantes paraminenses enfrentam dificuldades ao longo dos anos para disponibilizar o troco para os clientes devido à falta de moedas. A situação é mais complicada no fim e no início de cada ano quando aumenta a circulação de dinheiro no mercado.

Além desse fator sazonal há algum tempo as instituições bancárias notaram que a demanda é maior que o volume de moedas que os bancos possuem, com explica Eduardo Bráulio de Souza gerente-geral da agência da Caixa em Pará de Minas:


Eduardo Bráulio de Souza
eduardomoedas1

Quem guarda moedas em casa também contribui para a falta de moedas no mercado. E para resolver o problema muitos defendem que o Banco Central emita novas moedas para suprir a demanda, mas não é tão simples assim:

Eduardo Bráulio de Souza
eduardomoedas2

Outro fator que minimiza um pouco a falta de moedas no mercado é a utilização dos cartões de crédito e débito, além dos pagamentos eletrônicos que não exigem devolução de troco:

Eduardo Bráulio de Souza
eduardomoedas3

Importante ressaltar que os bancos não trocam pequenas quantias em dinheiro por moedas. Caso algum comerciante necessite é preciso entrar em contato com a agência para que a troca seja programada.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!