Chiquinho do Gás entra para Galeria dos Benfeitores e vereadores rebatem declarações de prefeito sobre denúncias

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A Câmara Municipal de Pará de Minas se reuniu na noite desta segunda-feira, 7 de maio, para discutir e votar apenas uma proposta. Em pauta o Projeto de Resolução 02/18 que autoriza a adquirir e fixar o retrato de Francisco Júnior, Chiquinho do Gás, na Galeria de Benfeitores de Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A proposta foi aprovada em dois turnos por 15 votos a favor e nenhum contra. Foram apresentados cerca de 45 requerimentos, a maioria solicitando a limpeza de ruas e avenidas que estão sujas por causa do mato.

Em seguida foram convocados os oradores inscritos. Um dos assuntos mais comentados foi o início das obras do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no distrito de Torneiros. A unidade muito aguardada trará benefícios especialmente para os pais que precisam trabalhar fora e não tem onde deixar os filhos.

A previsão é de que a empreiteira responsável entregue o novo prédio em um prazo de um ano. Também serão construídas quadras poliesportivas e um parquinho para as crianças.

Outra questão abordada pelos vereadores se refere as declarações do prefeito Elias Diniz (PSD) após o arquivamento das denúncias contra ele apresentadas pelo vereador Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB).

O gestor apresentou muitos documentos para pautar suas explicações. Já o denunciante utilizou a tribuna livre do Poder Legislativo e rebateu a entrevista concedida pelo chefe do Poder Executivo durante coletiva de imprensa.

Dilhermando Rodrigues Filho ressalta que nenhum valor foi citado nos autos e diz que a empresa contratada para ministrar o treinamento dos servidores da saúde responde processo no município de Rondonópolis-MT.

Disse que o Ministério do Trabalho não tem nada a ver com a lei que obriga os lotações a terem motoristas e trocadores nas linhas. Em relação à contratação das OSCIP’s explica que a contratação não estava errada e sim a divulgação antecipada de artistas para a festa no Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz e em outro evento:


Dilhermando Rodrigues Filho
rddilhermandorodrigues1

Afirmou que o prefeito utilizou dados da gestão passada enquanto as denúncias recaem sobre a atual administração. Explicou que o decreto 201 não prevê a defesa por ocasião da votação e que não existe motivo para retratar porque o papel do vereador é fiscalizar e cobrar com base em provas:

Dilhermando Rodrigues Filho
rddilhermandorodrigues2

O vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB) discordou do argumento usado na semana passada de que o decreto que ditava o rito do processo era da época da Ditadura Militar e obsoleto. Segundo ele, não houve qualquer revogação da norma e por isso está vigente. Entretanto, considerou correta a decisão de arquivamento das denúncias:


Ênio Talma Ferreira de Rezende
rddenunciaseniotalma

O presidente da Casa, Marcus Vinícius Rios Faria (MDB), fez uma avaliação dos trabalhos durante a reunião Ordinária. Também falou sobre a repercussão sobre as denúncias contra o chefe do Poder Executivo. Para ele, nenhuma das questões levantadas foram devidamente respondidas:


Marcus Vinícius Rios Faria
rsreuniaomarcusviniciusriosfaria

A próxima reunião Ordinária da Câmara Municipal acontecerá na segunda-feira, 14 de maio, a partir das 18 horas, horário regimental. Toda a população é convidada a assistir e acompanhar os trabalhos dos vereadores paraminenses.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!