Opiniões divergem sobre combate á Dengue, mas paraminenses apoiam mutirões para combater o Aedes aegypti

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O município de Pará de Minas registrou em anos anteriores uma explosão no número de casos de Dengue. A proliferação da doença ocorreu por causa da reprodução do mosquito Aedes aegypti em água parada.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Já foi comprovado que a maior parte dos focos do inseto está dentro de residências e empresas. Uma calha entupida pode acumular água e contribuir como criadouro do vetor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika Vírus.

Por isso é importante manter os imóveis limpos e retirar todos os objetos que possam acumular água parada. Um grande problema que havia, eram as caixas d’água que os paramineses armazenavam água por causa do racionamento.

A falta de higienização correta e de uma tampa adequada nos recipientes acabou contribuindo para o Aedes aegypti. Com o restabelecimento do fornecimento de água a prática foi praticamente abolida.

Os índices altos de proliferação do mosquito foram reduzidos com o trabalho intenso dos agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde. Mutirões continuam sendo feitos em diferentes áreas da cidade e recolheram toneladas de entulho e lixo.

A reportagem do Portal GRNEWS ouviu algumas pessoas sobre o trabalho permanente de combate a Dengue. As opiniões são divergentes. Alguns pensam que o poder público faz o trabalho dele, mas a população não colabora. Outros que o município deveria melhorar sua atuação, pois o paraminense está fazendo sua parte para evitar focos da doença. Mas em uma coisa eles concordam: os mutirões são ferramentas importante para minimizar os riscos de proliferação do Aedes aegypti.

Para a dona de casa Berenice Diniz a iniciativa do poder público municipal é muito importante. Ela explica que muitas vezes os cidadãos não têm como fazer o descarte correto de objetos que não tem mais utilidade em casa:


Berenice Diniz
mutiradodadengueberenicediniz

O comerciante Gilson Justino Fernandes afirma que a população vem colaborando com a limpeza pública. Acrescenta que a prefeitura deveria atuar também nas margens dos lagos e ribeirões que existem na cidade:


Gilson Justino Fernandes
mutiradodadenguegilsonjustinofernandes

A comerciante Carla Duarte Ferreira disse que o Poder Executivo Municipal faz a parte dele e a população não coopera. Para ela os paraminenses não vêem a seriedade dos problemas gerados pela Dengue:


Carla Duarte Ferreira
mutiradodadenguecarladuarteferreira

Por falar em combate a Dengue, neste sábado, 8 de abril, a Prefeitura de Pará de Minas realizará mais uma força-tarefa contra o mosquito Aedes aegypti nos bairros Recanto da Lagoa e Santa Edwiges. Os moradores que tiverem lixo ou entulho para descartar deverão deixá-los na calçada. Vale lembrar que o lixo doméstico não será recolhido.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!