Definida programação dos mutirões de limpeza para combater focos do mosquito transmissor da Dengue

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A infestação provocada pelo mosquito Aedes aegypti transmissor da Dengue, Zika vírus, Febre chikungunya e até Febre Amarela na área urbana é preocupante.

Os focos costumam aumentar durante o verão devido aos períodos intercalados por temporais e sol forte tornando o ambiente favorável para a proliferação do mosquito.

Em Pará de Minas a gestão municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde através do Departamento de Combate a Endemias, ciente que neste período os focos aumentam, lançou um projeto-piloto em dezembro de 2018 visando reduzir a proliferação do Aedes aegypti.

Neste projeto foram realizados mutirões semanais em diversos bairros da cidade. Como o resultado destas ações foi bastante positivo, Adailton Antônio Moreira, gerente de Combate a Endemias, confirma que o trabalho continuará neste mês de janeiro.

A programação já está definida, a começar pelos bairros Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora de Lourdes, nesta quarta e quinta-feira, dias 10 e 11 de janeiro, respectivamente. Depois os mutirões serão realizados em outros bairros conforme estabelecido para o mês de janeiro:


Adailton Antônio Moreira
adailtonmoreiranovosmutiroes1

Para que continue proporcionando bons resultados, a população paraminense precisa apoiar o serviço executado pelos agentes da prefeitura para que o município não sofra mais uma epidemia de Dengue, como já ocorreu em duas ocasiões.

Por isso é importante receber bem os agentes de combate a Endemias e os moradores podem ficar tranquilos que o trabalho deverá ser realizado em todos os bairros de Pará de Minas:

Adailton Antônio Moreira
adailtonmoreiranovosmutiroes2

Este trabalho contínuo de combate ao mosquito transmissor da Dengue e outras doenças tem como objetivo reduzir o índice do Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa). O último realizado foi em outubro de 2018 e a pesquisa de campo registrou índice de infestação de 2,0%. Houve aumento em relação ao índice anterior que era 1,3%.

Considerando que o Ministério da Saúde preconiza que o índice fique abaixo de 1% para evitar o risco de epidemia de Dengue, a população precisa colaborar bastante para que o município de Pará de Minas consiga reduzir, no mínimo, pela metade o índice registrado no último LIRAa.

A recomendação das autoridades de saúde é reservar alguns minutos por semana para verificar vasos de plantas, ralinhos, calhas de telhados e outros locais e objetos que podem acumular água parada. Denúncias de focos de Dengue podem ser feitas pelo telefone: (37) 3231-7755.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!