Demora na devolução de estorno dos cartões de crédito ou débito pode configurar prática abusiva

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Um dos meios mais utilizados para efetuar compras pelos consumidores é o cartão de crédito. Além da facilidade, o sistema evita assaltos e aumenta a segurança nos estabelecimentos comerciais porque diminui a circulação do dinheiro vivo.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Porém, a modernidade também traz consigo alguns desafios que os consumidores devem ficar atentos. Os limites dos cartões são determinados pelas empresas que fazem a concessão dos créditos.

Em muitos casos são feitas compras e depois o cliente volta atrás. Com isso o chamado estorno, quando o valor é devolvido porque a operação não foi efetivada pelo titular do cartão de crédito ou débito.

Algumas empresas demoram muito para estornar, ou seja, devolver os montantes para os consumidores. Quando esse prazo extrapola o tolerável, ocorre uma prática abusiva por parte do estabelecimento comercial.

De acordo com Bruno Soares de Souza, coordenador do Procon Municipal em Pará de Minas, cada estabelecimento tem um procedimento interno para devolução de recursos para as compras que não foram consumadas.

O consumidor que se sentir lesado deve reunir todos os documentos e buscar a solução no setor responsável da empresa. Caso não haja uma solução, o Procon poderá intervir e intermediar um acordo entre as partes e aplicar as devidas sanções legais se for necessário:


Bruno Soares de Souza
devolucaodedinheirobrunosoares1

O órgão de defesa do consumidor analisará caso a caso e dará um direito de defesa para a empresa. Depois de todos os levantamentos feitos serão tomadas as medidas administrativas e jurídicas:

Bruno Soares de Souza
devolucaodedinheirobrunosoares2

Além do estorno, alguns comerciantes preferem devolver o valor em dinheiro para os titulares dos cartões de crédito ou débito. Esta é outra opção para negociar a devolução dos recursos de forma mais ágil.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!