Governo de MG desiste de fechar escola Lenir Medina, mas exclui turmas do ensino fundamental

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A intenção do Governo de Minas Gerais de fechar a Escola Estadual Lenir Medina, localizada no Bairro Santos Dumont, publicada recentemente pelo Portal GRNEWS, deixou apreensivos pais, alunos e profissionais da educação. A instituição de ensino atende aos estudantes da parte alta do bairro e estes, segundo a superintendente Regional de Ensino Tânia Morato, seriam realocados na Escola Estadual Ademar de Melo.

A notícia logo se espalhou e chegou aos ouvidos de vereadores e deputados da cidade. Foram encaminhados ofícios à Secretaria Estadual de Educação solicitando a desistência do fechamento e pedindo por uma reforma completa na escola, já que um dos motivos para fechá-la seria a estrutura precária e que causa, inclusive, riscos a quem frequenta.

Mas nesta semana uma boa notícia dada pelo presidente da Frente Comunitária de Desenvolvimento Local (Fecol) do bairro, Edegilson da Cruz. Após muitos pedidos, ele conta que o governo desistiu que encerrar as atividades da escola em 2020:

Edegilson da Cruz
edegilsonfechamedina1


Se neste ano crianças não foram matriculadas no primeiro ano, em 2020 estão cancelados novos cadastros para o segundo ano do ensino fundamental. Edegilson da Cruz pede que o Governo de Minas reforme a escola e retorne os anos iniciais retirados:

Edegilson da Cruz
edegilsonfechamedina2

À época dos fatos, a Superintendência Regional de Ensino alegou que o fechamento da escola se deve pela quantidade mínima de estudantes que atualmente frequentam a instituição, a estrutura física que demanda uma grande reforma e o corte de gastos proposto pelo governo estadual.

Além disso, a Secretaria de Estado de Educação cogita a possibilidade de fechar também a Escola Estadual João Luiz Gonzaga, localizada em Ascensão, zona rural de Pará de Minas.

Quanto à Lenir Medina, faz parte da escola uma quadra poliesportiva. Abandonada há anos, hoje ela serve como ponto de tráfico e uso de drogas. Mas essa realidade vai mudar a partir de sábado, 9 de novembro. Os moradores convocam toda a população paraminense para um mutirão que será realizado a partir das 7 da manhã. Eles se unirão para limpar e dar uma cara nova ao espaço de lazer da comunidade.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!