Vereadores assustados com fala do prefeito sobre superlotação no cemitério e sugestão para sepultar em distritos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O prefeito Elias Diniz (PSD) disse ao Portal GRNEWS em entrevista publicada no domingo, 3 de fevereiro, que sua equipe está fazendo toda a logística possível para garantir mais espaço para sepultamentos no Cemitério Santo Antônio, o único de Pará de Minas.

Também confirmou que a capacidade de sepultamento praticamente esgotada. Ainda sugeriu que a população paraminense utilize os cemitérios dos distritos para sepultar seus mortos.

Enquanto isso ele pretende contratar um empresa para analisar a viabilidade do novo cemitério e a licitação do serviço funerário em Pará de Minas. Só depois dessa avaliação deverá ser publicado o edital para construção do novo cemitério, que deverá ser privado e no modelo cemitério parque.

Estas declarações do prefeito Elias Diniz repercutiram na Câmara Municipal de Pará de Minas durante a reunião Ordinária realizada pelos vereadores na noite desta segunda-feira, 4 de fevereiro, deixando parlamentares assustados e preocupados.

O vereador Marcus Vinícius Rios Faria (MDB) recorreu à matéria publicada em abril de 2017 na qual o Executivo afirmava que o novo cemitério seria licitado em um prazo de 60 dias. Já se foram quase dois anos e até agora nada.

Lembrou que quem visitou o Cemitério Santo Antônio no Dia de Finados em novembro de 2018 ficou assustado com a superlotação daquele espaço. Á época ironizou que os familiares teriam que pegar seus entes e colocar nas costas para sepultar em outros locais.

Lamenta que a ironia tenha se transformado em realidade e para piorar ele lembra fala de um colega preocupado com os cemitérios superlotados nos distritos de Torneiros e Tavares de Minas:


Marcus Vinícius Rios Faria
marcusviniciuscemiterio1

Disse também que o prefeito declarou que o cemitério está quase cheio e em dezembro de 2018 o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano Júlio César de Oliveira, que também é procurador-geral do Município, afirmou que o cemitério teria espaço garantido para sepultamentos. Diane disse o vereador questiona em quem acreditar:

Marcus Vinícius Rios Faria
marcusviniciuscemiterio2

Marcus Vinícius Rios Faria citou que na legislatura anterior, quando ele era líder do ex-prefeito Antônio Júlio de Faria (MDB) a Câmara Municipal de Pará de Minas aprovou um projeto para construir o novo cemitério, mas até hoje o projeto não saiu do papel.

Outro que se manifestou sobre superlotação do Cemitério Santo Antônio foi presidente da Mesa Diretora Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB). Ele conta que foi verificar a situação daquele espaço nesta segunda (4) e ficou muito preocupado. Disse que daqui a pouco não terá mais muro no cemitério, só portões:


Dilhermando Rodrigues Filho
dilhermandocemiterio1

Na mesma entrevista o prefeito Elias Diniz afirmou que construir um novo cemitério em Pará de Minas um dos entraves é a questão ambiental, mas argumentou que essa fase já foi superada e o processo deve avançar em breve.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!