Deputado acredita que eleições de 2018 serão muito difíceis devido ao desgaste da classe política

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Durante o ano de 2017 os escândalos envolvendo a classe política deixaram muitas marcas na população do país. As denúncias de corrupção envolvendo grandes empresários e políticos foram constantes nos noticiários.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O agravamento da crise política resultou em uma reforma aprovada pelo Congresso Nacional. Em 2018 será realizada a eleição para deputado estadual, deputado federal, senador, governador e presidente da República.

No próximo pleito as campanhas serão custeadas por um fundo partidário de R$ 1,7 bilhão. A reforma fixou limites de gastos de campanhas para os cargos em disputa.

Presidente da República – teto de R$ 70 milhões em despesas de campanha. Em caso de segundo turno, o limite será de R$ 35 milhões.

Governador – o limite de gastos vai variar de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões e será fixado de acordo com o número de eleitores de cada estado, apurado no dia 31 de maio do ano da eleição.

Senador – o limite vai variar de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões e será fixado conforme o eleitorado de cada estado, também apurado na mesma data. Deputado federal – teto de R$ 2,5 milhões; deputado estadual ou distrital – limite de R$ 1 milhão.

O deputado estadual Inácio Franco (PV) acredita que as eleições de 2018 serão muito difíceis devido ao desgaste que atinge em cheio toda a classe política. A disputa promete ser acirrada, especialmente em Brasília:

Inácio Franco
inaciofranco_eleicoes1


O parlamentar informa que realizará uma pesquisa para verificar a possibilidade de lançar sua candidatura a reeleição. Ele revela que não almeja disputar uma vaga para o cargo de deputado federal e caso considere viável tentará continuar na ALMG:

Inácio Franco
inaciofranco_eleicoes2

Outra mudança para as próximas eleições é que somente pessoas físicas poderão fazer doações eleitorais até o limite de 10% dos seus rendimentos brutos verificados no ano anterior à eleição.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!