Câmara aprova apenas um projeto e secretário responde vereadores barrados no Cemitério Santo Antônio

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os vereadores paraminenses se encontraram na noite desta segunda-feira, 3 de maio, para mais uma reunião da Câmara. Em pauta três projetos de lei e vários requerimentos. O Portal GRNEWS acompanhou o encontro virtual.

Inicialmente os requerimentos foram lidos e entre os assuntos principais o asfaltamento e capina de ruas entre outros pedidos que visam melhorias na qualidade de vida da população.

Reprodução

Em seguida os vereadores discutiram os projetos em pauta. O primeiro foi o Projeto de Emenda à Lei Orgânica nº 04/2021 que altera dispositivos da Lei Orgânica do Município. De autoria do vereador Juninho JR. (PSL), o objetivo é reduzir de 70 para 40 dias de recesso parlamentar anualmente. Caso aprovado os vereadores se reunirão entre 15 de janeiro e 15 de dezembro todos os anos. A proposta também é pelo fim das faltas excessivas em reuniões ordinárias.

A vereadora Márcia Marzagão (PSDB) pediu vistas ao projeto para que ele seja melhor esclarecido a todos os membros do Legislativo.

O Projeto de Lei 119/2020 que dispõe sobre a política de proteção, preservação, conservação, controle e recuperação do meio ambiente e da melhoria da qualidade no município de Pará de Minas é de autoria do Executivo e também entrou em pauta. O vereador Hélio Andrade de Melo Júnior, o Juninho Jr. (PSL), pediu vistas ao projeto.

Também entrou em pauta o Projeto de Lei Ordinária nº31/2021, que denomina “Maria do Carmo de Faria – Cacá”, o Serviço de Assistência ao Trabalhador que será instalado na Rua Londrina, 305, bairro Jardim Beatriz em Pará de Minas. O projeto foi aprovado em duas votações por 15 votos a zero. O vereador Nilton Reis Lopes (MDB) estava em um compromisso e não participou do início da reunião, por isso não votou neste projeto.

Wilton de Jesus é paraminense e protocolou na semana passada o pedido para usar a tribuna da Câmara. A proposta foi aprovada e ele representou os moradores do bairro União. A reclamação de todos é a poeira na estrada que liga Pará de Minas a Limas do Pará. A via é de terra e tem causado transtornos aos moradores e também quem trafega no local. O problema, segundo eles, é antigo e nenhuma administração conseguiu resolver a situação. O Portal GRNEWS já mostrou o drama vivido pelos moradores, que inclui o pó preto da siderúrgica, localizada próximo ao bairro.

Como a reunião foi transmitida online, os moradores do União e bairros da região participaram em peso do encontro, demonstrando a indignação em relação à poeira e o pó preto.

O secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano Dimitri Gonçalves Morais e o gerente do Cemitério João Américo participaram da reunião. No dia 8 de abril, vereadores foram até o Cemitério Santo Antônio e o Velório Municipal averiguar a situação dos locais e também denúncias que receberam. No local eles foram impedidos de entrar e diante da situação, alguns vereadores fizeram uma nota de repúdio solicitando a participação do secretário Dimitri Gonçalves de Morais e do gerente João Américo para explicar o motivo do impedimento da entrada dos membros do Legislativo.

Segundo o secretário, a ordem dele ao gerente era para não deixar ninguém entrar no Cemitério devido a quantidade de sepultamentos naquela semana. E a maioria deles, de pessoas que contraíram o novo coronavírus.

Dimitri Gonçalves de Morais assumiu que a situação do atual cemitério está alarmante e as obras do novo iniciam em breve.

João Américo também se pronunciou e disse que a situação naquela semana no cemitério foi complicada, com 27 sepultamentos.

A reunião foi encerrada após votação dos requerimentos apresentados.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!