Mais da metade dos paraminenses atendidos nas Unidades de Saúde estão acima do peso. Entre adultos o índice supera 66%

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A obesidade é um grande mal que vem crescendo e precisa ser analisado pelas famílias. O excesso de peso pode provocar pressão alta, diabetes, desgastes em membros inferiores, entre outros problemas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Entre as causas estão o consumo excessivo de alimentos, uso de medicamentos sem prescrição médica, estresse físico e mental, depressão, ansiedade, uso excessivo de tecnologia e redução de atividade física.

Também fazem parte da lista a restrição alimentar inadequada, falta de planejamento familiar, características genéticas, consumo de alimentos industrializados, disfunção hormonal e falta de exercícios físicos.

Os números registrados pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS). De acordo com o levantamento, 5,44% das crianças de 0 a 5 anos apresentam peso elevado. Foram acompanhadas 2.940 crianças.

Na faixa etária entre 5 e 10 anos foram avaliadas 1.766 crianças e constatado que 11,04% delas estão obesas. Entre 2.864 adolescentes constatou-se que 17,98% tem sobrepeso, 9,15% obesidade e 2,06% obesidade grave.

Um total de 29,12% dos adolescentes estão acima do peso. Foram acompanhados 12.109 adultos e verificado que 32,89% tem sobrepeso, 20,55% obesidade grau 1, outros 8,32% obesidade grau 2 e 4,72% obesidade grau 3.

Os números finais da pesquisa mostram que 66,48% dos adultos estão acima do peso. Já entre as pessoas idosas foram avaliados 4.397 e 55,29% apresentou sobrepeso. Em 734 gestantes foi notado que 25,34% tem sobrepeso e 21,53% estão obesas. O total de gestantes acima do peso foi de 46,87%. Os dados são as Secretaria Municipal de Saúde referentes aos registros do ano de 2017.

De acordo com a nutricionista Maísa Rodrigues, que atua na Secretaria Municipal de Saúde, o excesso de peso está crescendo. Os dados apontam que mais da metade dos paraminenses apresentam sobrepeso e obesidade:


Maísa Rodrigues
obesidademaisarodrigues1

A vida moderna trouxe muitas facilidades por causa do avanço tecnológico e com isso as pessoas consomem muitos alimentos e não queimam calorias por falta de exercícios físicos. O consumo de alimentos industrializados e praticamente prontos, o chamado fast food, também tem interferido:

Maísa Rodrigues
obesidademaisarodrigues2

O município promove ações por meio de equipes de várias secretarias. Uma das frentes de conscientização sobre os danos provocados pela obesidade é através do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF):

Maísa Rodrigues
obesidademaisarodrigues3

Para evitar ou vencer a obesidade é preciso muita força de vontade e determinação para mudar a rotina e a alimentação. É preciso praticar exercícios físicos regularmente, consumir alimentos naturais de forma balanceada, ingerir muito líquido e evitar ao máximo gordura, sal e açúcar.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!