Saúde avaliará resultados do uso do fumacê pesado em bairros de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

fumace_carro_bairro
Desde que foi oficializada a epidemia de Dengue em Pará de Minas, a Secretaria Municipal de Saúde vem utilizando o UBV Pesado, em Pará de Minas para eliminar os mosquitos Aedes aegypti na forma adulta. Trata-se do chamado fumacê.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Uma caminhonete toda equipada para realizar este serviço foi enviada ao município pelo Governo de Minas Gerais para auxiliar no combate a epidemia de Dengue em Pará de Minas. O veículo vem sendo utilizado principalmente em bairros onde existe maior número de notificações da doença.

A aplicação do inseticida é feita de forma rápida e para que os insetos sejam eliminados é preciso que a população abra as janelas e as portas das residências. Isso garantirá a eficácia do combate ao vetor da Dengue.

Carlos Henrique Lara Lázaro, diretor do departamento de Vigilância em Saúde, explica que os mosquitos às vezes se escondem em cortinas, debaixo de mesas, guarda roupas, entre outros locais:

Carlos Henrique Lara Lázaro
carlhenr_fmc1

carlhenr_fmc
Sobre a toxicidade do fumacê, o produto passou por muitas alterações durante os últimos anos. O inseticida não provoca problemas respiratórios como muitas pessoas pensam e tudo está sendo feito criteriosamente:

Carlos Henrique Lara Lázaro
carlhenr_fmc2

Todos os bairros da cidade receberão o combate ao mosquito através do carro fumacê. Por isso é importante a população ficar atenta aos comunicados para apoiar o trabalho por abrir as residências.

A Secretaria Municipal de Saúde começará esta semana os levantamentos dos resultados obtidos com a aplicação do UBV. As ações intensivas são importantes para acabar com os mosquitos e a população precisa continuar ajudando e acabar com os reservatórios de água dentro das casas:

Carlos Henrique Lara Lázaro
carlhenr_fmc3

A grande preocupação dos agentes de Endemias tem sido as caixas d’água usadas como reservatório. Os recipientes se transformam em criadouros para o mosquito Aedes aegypti e contribuem para o avanço da Dengue na cidade.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!