Obras públicas esbarram em projetos errados e abandono de empreiteiras, afirma vice-prefeito

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


No dia 27 de abril, o núcleo do Observatório Social do Brasil (OSB) em Pará de Minas divulgou um relatório sobre os levantamentos realizados junto à administração pública municipal.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A entidade não governamental conta com uma equipe composta por especialistas e estagiários em gestão e legislação. Os voluntários fizeram uma análise detalhada dos trabalhos executados na prefeitura e na Câmara Municipal durante os últimos meses.

No que tange ao Poder Executivo Municipal, o documento divulgado pelo OSB apontou como principais problemas a execução de obras públicas. Esse resultado levou vários fatores técnicos e administrativos em consideração.


Sobre esse documento divulgado a reportagem do Portal GRNEWS conversou com o vice-prefeito e secretário municipal de Obras e Infraestrutura, José Porfírio de Oliveira Filho (PV). Ele explicou os entraves na gestão pública.

O responsável pela pasta disse que considera interessante o trabalho desenvolvido pelo OSB. Ressaltou que algumas obras estão paralisadas por que as empreiteiras desistiram e abandonaram os canteiros de obras.

Deixou claro que o objetivo principal neste primeiro ano de mandato é colocar tudo em ordem para que as benfeitorias sejam realizadas a contento posteriormente e atendendo aos anseios da população:


José Porfírio de Oliveira Filho
relatorioobservatoriozezeporfirio1

Ele deu alguns exemplos de falhas em projetos e na realização de processos licitatórios. Disse que são muitos problemas que deverão ser resolvidos para que as obras públicas se tornem uma realidade em Pará de Minas:

José Porfírio de Oliveira Filho
relatorioobservatoriozezeporfirio2


Outra informação que consta no relatório do Observatório Social do Brasil é em relação aos dezessete vereadores paraminenses. Técnicos do OSB concluíram que a produtividade de alguns vereadores é muito baixa, se comparada ao salário que recebem e demais custos para mantê-los no cargo.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!