Procon de Pará de Minas orienta consumidores para compra de materiais escolares

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Todo fim e início de ano, surgem muitas despesas obrigatórias para os brasileiros, como o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Seguro Obrigatório (DPVAT), Taxa de Licenciamento e Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

O período também coincide com o fim das férias estudantis e o início do ano letivo nas redes pública e privada. Com isso, a lista dos pais cresce com a necessidade de comprar o material escolar e pagar matrícula em escolas da rede particular.

Por vezes, o gasto excessivo nas festas de fim ano é outro ingrediente complicador para o trabalhador brasileiro. Muitos acabam ficando endividados e sem condições para arcar com as despesas no início do ano.

Para as despesas com a educação, os pais devem ficar atentos ao que é exigido pelos estabelecimentos de ensino. O órgão de defesa do consumidor sempre dá algumas dicas importantes para prevenir abusos, além de orientar os pais para que não comprem produtos clandestinos ou falsificados, e também para pesquisar bastante entre as lojas para garantir o melhor preço.

O advogado Bruno Soares de Souza, coordenador do Procon de Pará de Minas, disse ao Portal GRNEWS que os pais devem ficar atentos às exigências das escolas, que não podem cobrar marcas específicas de material escolar dos alunos ou materiais de uso coletivo:

Bruno Soares de Souza
brunosoares_materialescolar1


Caso os pais encontrem alguma exigência que não julguem necessária na lista de materiais escolares, além de outros acessórios que não estejam relacionados ao ensino, Bruno Soares de Souza indica que as escolas sejam procuras para resolver a situação. Não sendo atendidos, o Procon ou a Secretaria Municipal de Educação podem ser acionados:

Bruno Soares de Souza
brunosoares_materialescolar2

O consumidor que pesquisar preços e produtos também pode levar vantagem. A variação no mercado pode ser grande e com isso gerar uma economia para quem está comprando. Por outro lado, levar as crianças no momento de comprar materiais escolares pode sair bem mais caro para os pais.

Em caso de dúvida ou precisar de orientação, o consumidor pode procurar o Procon Municipal. O órgão funciona na rua Alferes Esteves, 95, Centro, em Pará de Minas, no mesmo imóvel onde está localizada a agência do Sistema Nacional de Emprego (SINE).

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!