Aumento da passagem dos ônibus intermunicipais revolta usuários que precisam desse transporte

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O Governo de Minas Gerais autorizou a partir de segunda-feira, 1º de janeiro de 2018, o aumento nas tarifas dos ônibus intermunicipais, que foram reajustadas em índice médio de 3,40%. A resolução que trata do assunto foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais de sábado, 30 de dezembro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Este aumento das passagens de ônibus intermunicipais e o reajuste irrisório do salário mínimo que vale R$ 954 desde 1º de janeiro de 2018, deixaram as pessoas insatisfeitas com os governantes.

A reportagem do Portal GRNEWS ouviu diversas pessoas que necessitam do transporte intermunicipal todos os dias, especialmente pessoas que residem nas comunidades rurais e trabalham em Pará de Minas. Ou são paraminense que trabalham em outras cidades.

Evandro Felipe reside em Pará de Minas, trabalha em um abatedouro em Igaratinga, e necessita usar o transporte coletivo intermunicipal todos os dias. Nesse caso o aumento da passagem pesa muito em seu orçamento. Ele considera o reajuste absurdo e defende que o governo deveria aumentar impostos de bebidas e cigarros, considerados supérfluos:

Evandro Felipe
evandrofelipepassagem2018

A senhora Aparecida Lucas mora na comunidade de Jaguara, que pertence ao município de Onça de Pitangui, e trabalha em casas de família em Pará de Minas. Mas o preço alto da passagem de ônibus está deixando sua atividade inviável:

Aparecida Lucas
aparecidalucaspassagem2018

Arcelina Aparecida Silva estava no ponto de ônibus da praça Torquato de Almeida, Centro, em Pará de Minas, aguardando o ônibus com destino a comunidade de Sítio Novo, que uma parte de seu território pertence ao município de Mateus Leme e outra sob responsabilidade de Florestal. Assim, como os demais, ela considera a situação da população muito difícil e esse aumento da passagem de ônibus piora ainda mais as coisas:

Arcelina Aparecida Silva
arcelinaparecidapassagem2018

Em seu argumento, o Governo de Minas Gerais cita que o preço do óleo diesel, seria um dos maiores vilões para o índice de reajuste deste ano, teve o seu impacto reduzido no reajuste com a edição, pelo governador Fernando Pimentel, do Decreto nº 47.316, de 28 de dezembro de 2017, publicado no diário oficial desta sexta-feira, que reduz o ICMS sobre óleo diesel para o transporte de passageiros de 15% para 4%, já a partir de 1º de janeiro de 2018.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!