Com salas interditadas por falta de segurança, diretora pede ajuda para reformar escola Professor Wilson

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A situação da Escola Estadual Professor Wilson de Melo Guimarães, localizada na Rua Padre Libério, bairro JK, em Pará de Minas, é dramática. A instituição de ensino tem quase 26 anos e nunca passou por uma reforma.

A situação piorou no ano de 2017 quando um temporal destruiu boa parte do telhado, danificou fiação elétrica, entre outros danos, provocando a interdição de três salas de aula por absoluta falta de segurança para alunos e professores.


No dia 6 de fevereiro daquele ano caiu um temporal durante a madrugada em Pará de Minas provocando estragos na região central e em vários bairros. Árvores caíram com a força das águas e do vento.

Em alguns pontos as galerias ficaram entupidas por entulho, lama, lixo, entre outros materiais. Algumas casas foram invadidas pelo barro no bairro Serra Verde e os proprietários dos imóveis perderam praticamente tudo.

No bairro JK, o temporal derrubou parte do muro da Escola Estadual Professor Wilson de Melo Guimarães. Para piorar era o primeiro dia de aula do ano letivo de 2017, surpreendendo educadores e alunos com os danos provocados pelas águas.


Á época a diretora da escola Vânia Márcia da Silveira afirmou que o muro caiu por causa da grande quantidade de terra que forçou a estrutura. A área foi isolada, devido ao risco de desabamento. A chuva também provocou outros dados na escola.

Desde então pouca coisa foi feita. As salas de aula continuam interditadas e o Governo de Minas Gerais também não investiu para melhorar as condições daquela instituição de ensino.

Em busca de ajuda para solucionar os problemas, a diretora Vânia Márcia da Silveira procurou o prefeito Elias Diniz (PSD) para solicitar sua intermediação em busca de recursos. A começar pelo terreno onde foi construída a escola que ainda não foi regularizado:


Vânia Márcia da Silveira
vaniamarciaescola1

Vânia Márcia da Silveira disse que o prefeito prometeu solicitar ajuda de um deputado para buscar soluções junto ao Governo de Minas Gerais para solucionar os problemas. Ela conta que a situação chegou a tal ponto, que a Escola Estadual Professor Wilson de Melo Guimarães já teve mais de 1.500 alunos, hoje tem apenas 300:

Vânia Márcia da Silveira
vaniamarciaescola2


Em busca de apoio da sociedade paraminense para fazer os reparos básicos na escola, a diretora lançou a campanha “Uma corrente pelo Wilson” nas redes sociais. Ela conta com ajuda de todos, porque o estágio de degradação da escola é tamanho, que ela diz que praticamente tem que derrubar e construir outro prédio no lugar:

Vânia Márcia da Silveira
vaniamarciaescola3

O vereador Marcus Vinícius Rios Faria (MDB) acompanhou a diretora durante a visita ao prefeito Elias Diniz. O parlamentar argumenta que se depender do Estado, vai ser difícil realizar as obras:


Marcus Vinícius Rios Faria
marcusvinisiusescola1


A diretora da Escola Estadual Professor Wilson de Melo Guimarães Vânia Márcia da Silveira e o vereador Marcus Vinícius Rios Faria afirmaram que foram feitas licitações em 2015 para resolver parte dos problemas. Porém, nenhum dos projetos foi executado pelo Governo de Minas Gerais para oferecer mais conforto e segurança aos alunos e professores.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!