Baleia Azul faz outra vítima em Pará de Minas. Menina de 13 anos ficou dopada e sofreu ameaças

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Nesta quinta-feira, 18 de maio, uma equipe da Polícia Militar foi acionada pela supervisão do Pronto Atendimento Municipal José Porfírio de Oliveira, localizado no bairro Senador Valadares, em Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Uma adolescente de 13 anos deu entrada na unidade de saúde após ingerir uma grande quantidade de medicamentos, que não foram localizados para facilitar a identificação das substâncias que deixaram a menina dopada.

De acordo com o aspirante Luiz Fernando de Souza Campos, da 19ª Companhia da Polícia Militar Independente, a menina tinha feito algumas mutilações no corpo e no aparelho celular dela constavam ameaças feitas por administradores do jogo Baleia Azul:


Aspirante Luiz Fernando de Souza Campos
baleiaazulaspiranteluizcampos1

Os policiais obtiveram informações com a mãe e uma irmã da garota e fez o registro da ocorrência. Todos os dados foram repassados para a Polícia Civil, que abrirá um inquérito e investigará a autoria dos crimes:

Aspirante Luiz Fernando de Souza Campos
baleiaazulaspiranteluizcampos2

O município de Pará de Minas ganhou destaque nacional e internacional após o jovem de 19 anos, Gabriel Antônio dos Santos Cabral, ser encontrado no morto no dia 12 de abril de 2017. Familiares confirmaram que ele participava de um grupo do jogo suicida Baleia Azul e tentou sair, mas enfrentava pressão para permanecer jogando.

Os pais e responsáveis devem ficar atentos a como as crianças e adolescentes estão utilizando a internet, especialmente as redes sociais. Qualquer indício sobre o jogo suicida Baleia Azul ou outro crime, a Polícia Militar deve ser comunicada através do telefone 190 ou 181 – Disque Denúncia Unificado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!