Qual a hora certa para solicitar um empréstimo em meio à pandemia? Economista orienta

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A mudança de hábitos é nítida em qualquer cidade do mundo. Tudo causado pela pandemia de COVID-19, que mudou rotinas, fez grandes, médias e pequenas empresas fecharem, aumento o número de desempregados e encareceu produtos como nunca antes visto.

As famílias, acostumadas já à pandemia, também tiveram que mudar, por bem ou por mal. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelou que 72% dos brasileiros mudaram os hábitos financeiros por causa da crise econômica em decorrência da pandemia.

É que esta crise atingiu quase todos e a situação está difícil pra todo mundo. Se antes era possível fazer compras tranquilamente, hoje as pessoas pensam, pesquisam e só depois decidem.

Enquanto isso outros estão endividados e não sabem o que fazer para resolver a situação. Ao procurar uma solução decidem fazer um empréstimo no banco ou o famoso consignado. Dados da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) mostram que 15% dos brasileiros irá recorrer ao crédito para equilibrar as finanças. Ainda segundo a Febraban, no primeiro trimestre o aumento foi de mais de 20% nas requisições de empréstimo consignado.

Mas qual seria a hora certa de buscar por um empréstimo? Todos devem buscar dinheiro emprestado para quitar as dívidas? Para responder essas e outras dúvidas, o Portal GRNEWS ouviu o economista Ruperto Benjamin Cabanellas Veja. Ele destaca que quem está em crise financeira deve colocar tudo na ponta do lápis, fazer pesquisa e a dica principal: ao invés de olhar o valor dos juros, avaliar o valor de cada parcela:


Ruperto Benjamin Cabanellas Vega
rupercabadicasempr1

Ruperto Vega destaca ainda a importância da educação financeira. Pegar um empréstimo e depois gastar tudo de novo aumentará o problema e tudo pode virar uma verdadeira bola de neve:

Ruperto Benjamin Cabanellas Vega
rupercabadicasempr2

Para ajudar quem passa pela crise financeira o governo federal tem liberado alguns benefícios desde o início da pandemia. Inicialmente foi o Auxílio Emergencial e depois vieram os saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), entre outros.

O economista explica em quais situações é aconselhável pegar estes valores:

Ruperto Benjamin Cabanellas Vega
rupercabadicasempr3

Recentemente o economista Ruperto Benjamin Cabanellas Veja, que também é diretor-geral da Faculdade de Pará de Minas (Fapam), falou ao Portal GRNEWS e deu dicas interessantes para quem está passando por aperto financeiro durante a pandemia e quer ajustar as contas. https://grnews.com.br/04092020/para-de-minas/economista-da-dicas-para-quem-esta-passando-por-aperto-financeiro-durante-a-pandemia-e-quer-ajustar-as-contas

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!