Agentes encontram barbeiros em residência de Bom Jesus do Pará e os sete moradores serão submetidos a exames

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O trabalho de combate a patologias como a Esquistossomose e a Doença de Chagas é realizado durante todo o ano pelo Departamento de Vigilância em Saúde, vinculado a Secretaria Municipal de Saúde de Pará de Minas.

Para combater essas doenças os agentes priorizam as visitas periódicas realizadas nas residências localizadas na zona rural do município, desenvolvendo ações de caráter preventivo.

Em uma dessas visitas realizadas no segundo semestre de 2018, os agentes encontraram 26 barbeiros somente em uma propriedade localizada no Bairro Matinha, que apesar de receber essa denominação oficial que propiciou a instalação de um distrito industrial ás margens da rodovia BR-262, ainda é considerada por muitos uma comunidade rural.

Diante disso foi realizada uma busca ativa nos imóveis de Matinha em busca de focos do inseto. Nas visitas os agentes constataram a existência de grande quantidade de materiais guardados nas residências, que contribuem para o surgimento dos barbeiros. Mas somente um hospedeiro do Trypanosoma Cruzi que estava infectado.

Os moradores do Bairro Matinha tiveram o sangue coletado e encaminhado para o laboratório da Fundação Ezequiel Dias (FUNED) em Belo Horizonte. Também foi realizada a limpeza e dedetização dos locais onde foram encontrados os barbeiros.

No dia 5 de dezembro de 2018, Paulo Duarte, secretário municipal de Saúde, informou que os moradores que foram submetidos a exames e felizmente tiveram resultado negativo.

Na oportunidade Paulo Duarte também disse que o monitoramento continuaria sendo feito pelo poder público. De fato as ações preventivas prosseguem nas comunidades rurais de Pará de Minas e os barbeiros continuam assustando os moradores.

De acordo com o biólogo Adelmo Batista, membro da equipe de Vigilância em Saúde, as vistorias estão sendo realizadas pelos agentes de combate a Endemias, que dessa vez encontraram barbeiros em uma residência no distrito de Bom Jesus do Pará, zona rural do município, em uma casa onde residem sete pessoas.


Adelmo Batista Lemos
adelmobarbeirosbjp1

Acrescenta que a transmissão da Doença de Chagas pelo barbeiro é mais complicada, não basta apenas o inseto picar a pessoa. O processo de contaminação também envolve as fezes do barbeiro. Por isso é importante aguardar os exames a serem feitos na FUNED:

Adelmo Batista Lemos
adelmobarbeirosbjp2

Apesar de os agentes de combate a Endemias terem encontrados barbeiros em imóveis localizados na zona rural, a ocorrência desses insetos na área urbana não é descartada. O biólogo acaba de averiguar uma denúncia sobre a existência de barbeiros no Bairro Recanto da Lagoa:

Adelmo Batista Lemos
adelmobarbeirosbjp3

Ainda não se sabe quando os resultados dos exames a serem feitos nos moradores desta residência em Bom Jesus do Pará ficarão prontos. Porém, é importante que a população contribua com o poder público mantendo limpos os quintais.

Outra recomendação é evitar acúmulo de materiais empilhados que possam servir de criadouro de barbeiros e outros animais que podem transmitir doenças.

Qualquer dúvida ou denúncia sobre barbeiros ou outros insetos como o mosquito transmissor da Dengue, pode ser encaminhada para o Centro de Controle de Zoonoses São Francisco de Assis, que está localizado nas proximidades no Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz, no Bairro João Paulo II, em Pará de Minas. Quem preferir pode ligar para o telefone (37) 3231-7817.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!