Promotor diz que ninguém foi preso em flagrante ou por boca de urna em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Nos últimos meses a Justiça Eleitoral vem trabalhando intensamente para que as eleições aconteçam da melhor forma possível. Foram organizadas as sessões e atendidas reivindicações dos eleitores.

O trabalho começou na madrugada deste domingo, 7 de outubro, e se estenderá até o final da apuração. A expectativa é de que o resultado final seja amplamente divulgado na noite de hoje.

A 202ª zona eleitoral engloba as cidades de Pará de Minas, São José da Varginha, Pequi e Onça de Pitangui. Os servidores da Justiça Eleitoral e os mesários voluntários trabalharam arduamente durante todo o dia.

Os fiscais de partidos políticos também apoiaram todo o processo para evitar as fraudes. Durante a votação não houve problemas de maior gravidade, segundo informações do comando da Polícia Militar e Pará de Minas.

Foram registradas apenas 10 ocorrências por solicitação de eleitores que alegaram algumas fraudes. Os casos serão investigados pelo Ministério Público e a Polícia Civil.

Segundo André Luiz Machado Arantes, promotor eleitoral da Comarca de Pará de Minas, todo o pleito transcorreu tranquilamente e não houve nenhuma prisão em flagrante ou boca de urna nas cidades da região:

André Luiz Machado Arantes
balancopromotorandreluizmachadoarantes

A apuração começou após as 17h com o transporte das urnas para o Cartório Eleitoral da Comarca de Pará de Minas. Os dados são retirados dos aparelhos eletrônicos e transmitidos para o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE