Aumenta o número de pessoas com sintomas da Dengue em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

aguaparada_dengue_tambor
Desde o final de dezembro de 2015 o número de pessoas com sintomas da Dengue vem aumentando em Pará de Minas. A situação já havia sido alertada pela Secretaria Municipal de Saúde há alguns meses.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A população foi convocada para apoiar o combate ao mosquito Aedes aegypti por evitar reservatórios de água parada dentro das residências, pois é o local onde o número de focos chega a mais de 90%.

Devido o racionamento de água as famílias pará-minenses começaram a adotar o hábito de comprar caixas e armazenar em solo. Mas, a medida serviu para resolver um problema e gerar outro.

Isso ocorreu porque a grande maioria não utilizou toda a água e não higienizou os reservatórios como deveria. Com isso o mosquito aproveitou para depositar os ovos e se reproduzir em grande quantidade.

Porém, muitas pessoas preferem dizer que a administração municipal está apenas transferindo para a população uma responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância Sanitária.

No começo de 2015 o município chegou a registrar um índice de 13,5% de focos. O último levantamento chegou à casa de 6,9%, mas o aceitável pelo Ministério da Saúde é de menos de 1%.

Desta forma o município está suscetível a uma epidemia de Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus. O Aedes aegypti é o transmissor dos três tipos de doença e vem fazendo muitas vítimas em todo o país.

maria_de_lourdes_liugori
Maria de Lourdes Liugori, coordenadora do departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, informa que os postos de saúde registraram um aumento no número de pacientes com sintomas de dengue:

Maria de Lourdes Liugori
dngmllg1

A enfermeira explica que o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) mostrou um grande número de criadouros com as larvas que agora estão gerando milhares de vetores da doença:

Maria de Lourdes Liugori
dngmllg2

henrique_lopes_flores_souza
Henrique Lopes Flores, assessor técnico operacional do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Rio Pará (Cispará), explica que em Pará de Minas está sendo executado o trabalho UBV Costal. Esse nome técnico significa que o combate está sendo feito nos mosquitos adultos, interrompendo a transmissão da Dengue:

Henrique Lopes Flores
dnghlpf1

Ele explica que o produto químico é diluído com água para combatendo o mosquito. Henrique Lopes Flores informa que algumas pessoas mais sensíveis poderão sentir alguns leves sintomas que desaparecem em 10 minutos, nada para que possa alarmar:

Henrique Lopes Flores
dnghlpf2

Desde 2013 o trabalho foi realizado em alguns bairros como Recanto da Lagoa, Providência, Vila Ferreira e Padre Libério. Nesses próximos dias a inseticida estará sendo aplicada em algumas regiões da cidade das 7h às 10h e das 17h às 19h. Os moradores deverão abrir portas e janelas das casas para que a névoa possa matar os mosquitos dentro dos imóveis.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!