Cooperativa de catadores de Itaúna inaugura novo galpão e quer reciclar 40% do lixo seco

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

marcvinfr_saaeit
Um dos grandes desafios das prefeituras tem sido a implantação efetiva da coletiva seletiva do lixo. O procedimento é de suma importância na preservação do meio ambiente e da promoção da qualidade de vida.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O brasileiro infelizmente ainda não adotou a cultura da destinação correta dos resíduos. Até mesmo o meio industrial deixa muito a deseja nesta questão e a natureza vem cobrando caro das mazelas da sociedade.

No município de Itaúna a coleta seletiva de lixo é feita pela Cooperativa de Reciclagem e Trabalho (COOPERT). Os trabalhadores assumiram o compromisso de colher o material na porta das residências, separar, prensar e vender para a indústria.

Segundo a prefeitura de Itaúna, 70% da população separa o lixo efetivamente e isso contribui para o trabalho. No ano passado os catadores chegaram a faturar em média um salário de R$ 3.200,00.

Marcos Vinícius Ferreira, diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Itaúna,ressalta que o município é uma referência nacional na questão da reciclagem e destaca a importância do apoio da população itaunense:

Marcos Vinícius Ferreira
marcvin_recl1

A COOPERT vai inaugurar outro galpão que irá dobrar a capacidade de coleta e reciclagem do lixo. Segundo Marcos Vinícius Ferreira foi investido mais de R$ 1 milhão na obra e a expectativa é de que a reciclagem chegue a 40%:

Marcos Vinícius Ferreira
marcvin_recl2

O município de Itaúna recicla 420 toneladas por mês. Em um ano deixam de ser enterradas mais de 5 mil toneladas de lixo no aterro sanitário. A COOPERT ganhou quatro caminhões do Governo Federal através do programa Cataforte.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!