Familiares das vítimas de Brumadinho devem agendar por e-mail atendimento para coleta de material genético

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os familiares das vítimas atingidas pelo rompimento da barragem na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, devem comparecer à Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Belo Horizonte, para coleta de material genético que será usado na comparação de DNA. O Instituto Médico Legal (IML) entrará em contato com a família por telefone e passará data, hora e local de comparecimento do familiar.

A Polícia Civil de Minas Gerais ressalta que também é importante levar material radiográfico (odontológico e outros) para facilitar o trabalho de identificação. A corporação informa, ainda, que não é necessário que o familiar se desloque à Acadepol ou ao IML antes de receber a ligação telefônica para o agendamento.

A Acadepol fica localizada na Rua Oscar Negrão de Lima, 200, Prédio B, sala 6 – Nova Gameleira, Belo Horizonte/MG.

“O IML também vai informar qual familiar deve comparecer. Isso depende de cada caso. Por isso é importante aguardar o contato do IML”, destaca em vídeo o superintendente de Polícia Técnico-Científica e médico-legista, Thalles Bittencourt de Barcelos. “E quem ainda não passou na Acadepol para deixar um contato é importante que envie um e-mail”, reforça Thalles Bittencourt de Barcelos.

O e-mail deve ser enviado para dvibrumadinho@gmail.com, constando nome completo do desaparecido, data de nascimento, nome da mãe, RG, CPF, bem como o nome e telefone de contato do familiar.

Assista AQUI o vídeo com as instruções da Polícia Civil. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!