Galo corta 25% do valor dos salários dos jogadores, comissão técnica e diretoria

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Atlético-MG anunciou a redução de 25% do valor dos salários de jogadores, comissão técnica e diretoria. Em comunicado oficial o clube justificou a medida em função da paralisação de todos os campeonatos envolvendo equipes do futebol brasileiro, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Os ajustes se estenderão, de acordo com a nota oficial publicada no site do clube, “pelo período em que perdurarem os efeitos da pandemia.”

“Considerando a excepcionalidade da atual conjuntura, que impõe ao Atlético a adoção de ajustes transitórios que lhe permitam continuar honrando os seus compromissos”, argumentou o clube.

O comunicado ainda explica que os funcionários que recebam menos de R$ 5 mil reais não terão qualquer corte “em respeito ao mínimo existencial daqueles que mais necessitam”.

A decisão da diretoria do Galo foi tomada após a falta de acordo entre os clubes e os jogadores. A proposta enviada pelo clube na semana passada para um acordo coletivo dizia respeito a redução salarial de 25% até que as atividades fossem normalizadas, e concessão de 20 dias de férias a partir do dia 1° de abril. Tal proposta, no entanto, foi rejeitada por atletas e sindicatos. Como não houve um acerto geral, os presidentes dos clubes se reuniram e definiram que as negociações deveriam ocorrer individualmente com os jogadores. Em relação às férias, os clubes acionaram a Medida Provisória 927, que flexibiliza as leis trabalhistas neste momento de pandemia da covid-19, concedendo o direito previsto pela Constituição Federal. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!