Avança articulação para implantar programa transferência de tecnologias no Norte de MG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Instituições e produtores rurais do norte de Minas Gerais solicitaram à Embrapa a implantação do programa Bifequali TT (Transferência de Tecnologias) na região. Esse programa transfere tecnologias para a pecuária de corte por meio da capacitação de técnicos da extensão rural. Treinados, esses técnicos passam a acompanhar os produtores interessados.

Entre os dias 8 e 14 de março, o analista Adilson Malagutti, da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos-SP), e o pesquisador Mateus Santos, da Embrapa Gado de Corte (Campo Grande-MS), visitaram a região de Divisópolis para articular a implantação na região do baixo Jequitinhonha e conversaram com diversos atores interessados.

Antes, o técnico Gutemberg dos Santos Batista já havia iniciado as negociações com um grupo de pecuaristas da região. “A chegada do Bifequali na região vai contribuir imensamente com nossos produtores, que ficaram desassistidos por muito temoo. Essa formação com os técnicos da nossa região, conforme a nossa realidade, tende a aumentar a produção com eficiência e sustentabilidade”, disse ele.

Durante a visita da equipe da Embrapa, as bases do trabalho foram construídas e algumas visitas foram realizadas. Malagutti e Mateus estiveram nas prefeituras de Divisópolis e de Mata Verde, na Emater regional, no Sebrae e Instituto Federal em Almenara, Escola Família Agrícola (EFA) Bontempo, em Itaobim, e na revenda Módulo Rural em Mata Verde.

Na sexta-feira, dia 13, foram feitas palestras sobre o programa, sobre a escolha das cultivares mais adaptadas ao clima local e sobre irrigação.

“A região de Divisópolis, na divisa entre Minas e Bahia, é uma área de transição para a caatinga e apresenta desafios climáticos para a implantação da pecuária de corte, fato que está servindo de motivação para produtores e técnicos, que buscam na Embrapa o apoio necessário à viabilização da atividade de pecuária de corte”, explicou Malagutti.

Mateus disse que a pecuária de corte é importante para a economia daquela região, mas vem sofrendo pelo tradicionalismo e baixa adoção de tecnologias. Nos próximos meses serão feitas as articulações necessárias para a formalização de ações do programa Bifequali na região. Com informações da Embrapa Pecuária Sudeste

PUBLICIDADE
Don`t copy text!