Estudo sobre o Ensino Médio em Tempo Integral será realizado na rede estadual de ensino de MG

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais iniciou na semana passada a Pesquisa de Acompanhamento e Desenvolvimento do Integral (Padi), realizada pelo Instituto Sonho Grande – ISG, instituição parceira na implementação do Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI). O objetivo é mapear aspectos relacionados ao modelo de Ensino Integral nas escolas, mensurar seus impactos e subsidiar a definição de ações e estratégias de apoio às escolas, nas necessidades identificadas e a consequente potencialização de práticas/metodologias de sucesso.

Todas as escolas da rede estadual de ensino, que oferecem o ensino médio integral, devem participar da pesquisa. Além disso, a avaliação tem um público específico e é direcionada para o diretor da escola, especialista da Educação Básica Coordenador(a) Geral do EMTI (EEBCG), cinco professores(as) do EMTI e  40 estudantes do EMTI.

Cláudia Lobo, coordenadora do Ensino Médio em Tempo Integral da SEE/MG avalia que a pesquisa de Acompanhamento e Desenvolvimento do Integral “é um instrumento de grande relevância para as escolas de Ensino Médio em Tempo Integral, pois tem como principal objetivo mapear a implementação da oferta de educação integral e mensurar seus impactos para os estudantes. “Com os resultados desta pesquisa a SEE/MG identifica os avanços da política de educação integral e também os desafios, permitindo planejar estratégias de melhoria e qualificação da oferta para as escolas”, explica.

A Padi acontece de forma digital seguindo algumas diretrizes da SEE/MG, tais como:

1. Os formulários devem ser preenchidos entre 23/11 a 07/12;

2. Todas as escolas EMTI devem responder aos formulários da pesquisa;

3. Caso a escola tenha menos de 40 estudantes nas turmas de EMTI, é preciso que os diretores que mobilizem todos os estudantes a participarem da pesquisa;

4. Para garantir representatividade das respostas, serão consideradas somente as escolas que possuírem respostas de todos os públicos;

5. Não serão consideradas respostas duplicadas efetivadas pelos diretores(as) e de EEBCG. Portanto, cada um deve preencher o formulário apenas 01 (uma) vez;

6. Se por algum motivo não conseguir responder ao formulário em um único momento e precisar interromper o seu preenchimento, é possível salvar as respostas já realizadas e continuar o preenchimento posteriormente. A secretaria preparou um tutorial de como proceder neste caso.

Os questionários são computados em indicadores de 0% a 100% dentro dos componentes e eixos do Ensino Médio Integral. Será possível então gerar um relatório individualizado com os resultados de cada escola que alcançar os critérios mínimos de número de respostas por público.

Outro momento será o Plano de Ação em que ocorrerá uma oficina que buscará endereçar os pontos de melhoria a serem priorizados. A execução do plano de ação será acompanhada em reuniões periódicas com equipe de implantação do Estado que ficará responsável por realizar este monitoramento.

Acesse os formulários voltados para cada público:

Formulário do diretor: Acesse AQUI

Formulário do Especialista de Educação Básica Coordenador Geral: Acesse AQUI

Formulário do Professor: Acesse AQUI

Formulário do Estudante: Acesse AQUI

Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!