FAO e União Mundial de Atacadistas firmam acordo contra perda e desperdício de alimentos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Reduzir globalmente a perda e o desperdício de alimentos e garantir o fornecimento de alimentos saudáveis ​​e frescos em um mundo cada vez mais urbanizado. Este é o objetivo de uma parceria estabelecida entre a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, e a União Mundial de Mercados Atacadistas, Wuwm.

O novo acordo de três anos, assinado neste mês de outubro, estabelece uma estrutura para apoiar iniciativas e programas da FAO que promovem a redução de perda de alimentos e de resíduos, além de melhorar os mercados e sistemas de distribuição.

Mercados Atacadista
A Wuwm é uma associação sem fins lucrativos que representa mais de 160 mercados atacadistas de todos os continentes.

O diretor-geral assistente do Departamento de Desenvolvimento Econômico e Social da FAO, Máximo Torero Cullen, destacou que “os mercados atacadistas são críticos para produtores e consumidores.” Ele explicou que para os produtores, “eles permitem agregar o que produzem, aumentar o seu acesso aos mercados e garantir padrões e segurança alimentar.”

Torero Cullen acrescentou que para os consumidores, os mercados atacadistas “fornecem acesso a dietas diversificadas a preços acessíveis” e que também são “a última fase da cadeia de atividades em que as perdas de alimentos podem ocorrer, por isso são centrais para reduzi-las.”

O vice-presidente da Wuwm, Stéphane Layan , disse que a associação está empenhada em trabalhar com a FAO “para encontrar maneiras inovadoras e eficientes de superar o enorme desafio” que o mundo terá que enfrentar no setor agroalimentar para alimentar a população do planeta de maneira saudável nas próximas décadas.

Parceria
A parceria pretende compartilhar conhecimento, promover e desenvolver a capacidade de redução da perda e desperdício de alimentos nos mercados e sistemas de distribuição.

A cooperação contribuirá para o desenvolvimento de um Código de Conduta sobre Perda e Desperdício de Alimentos que está sendo feito pela FAO. O problema foi um dos temas centrais no relatório deste ano sobre o Estado da Alimentação e Agricultura.

Relatório
De acordo com o estudo, cerca de 14% dos alimentos são perdidos após a colheita e antes de atingir a etapa do varejo, inclusive por meio de atividades nas fazendas, armazenamento e transporte. Já o desperdício de alimentos ocorre no varejo e no nível de consumo e está associado a ao prazo de validade dos produtos e ao comportamento do consumidor.

A FAO explica que reduzir as perdas de alimentos ao longo da cadeia produtiva e de suprimentos pode ajudar a aumentar a eficiência e a sustentabilidade dos sistemas alimentares, a fim de proporcionar melhor nutrição e segurança alimentar. A agência da ONU acredita que a parceria renovada é estratégica, uma vez que os membros do Wuwm são essenciais no fornecimento de alimentos saudáveis ​​para as áreas urbanas. Com ONU News

PUBLICIDADE
Don`t copy text!