Líderes chineses devem apoiar meta menor de crescimento em reunião

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os líderes chineses estão prestes a endossar uma meta de crescimento econômico mais baixa para seu próximo plano quinquenal em comparação com o período de 2016 a 2020, à medida que as autoridades enfrentam desafios crescentes alimentados por um conflito cada vez maior com os Estados Unidos, disseram fontes.

O presidente da China, Xi Jinping, e outros líderes devem discutir e aprovar o plano de desenvolvimento econômico e social da China para 2021 a 2025 em uma importante reunião do Partido Comunista em outubro, disseram as fontes à Reuters.

A agência de notícias estatal Xinhua disse nesta segunda-feira (28) que a reunião será realizada de 26 a 29 de outubro.

As autoridades acreditam que estabelecer uma meta de crescimento quinquenal é vital para conduzir a segunda maior economia do mundo para além da “armadilha da renda média”, disseram as fontes, após um debate interno sobre se o governo deve abandonar essas metas para permitir mais flexibilidade.

A meta também mantém os governos locais focados nos objetivos de desenvolvimento em um momento de aprofundamento do conflito entre a China e os Estados Unidos em uma ampla gama de questões, disseram. Institutos de pesquisa do governo e economistas fizeram recomendações para que as metas para o Produto Interno Bruto anual, incluindo “em torno de 5%, 5%-5,5% a 5%-6%”. Com Agência Brasil/Reuters

PUBLICIDADE
Don`t copy text!