Pôneis de sete estados brasileiros participam da 57ª Exposição Estadual Agropecuária

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Ideal para as crianças aprenderem a cavalgar e lucrativa para criadores, porque o valor do investimento é baixo e o retorno é rápido, a raça pônei estará presente na 57ª Exposição Estadual Agropecuária com cerca de 200 exemplares provenientes de fazendas de Minas Gerais, Bahia, Rio Grande do Norte, Aracaju, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Eles participarão de julgamentos na pista de grama e, também, do leilão que será realizado em 1º de junho quando serão colocados à venda 30 lotes de animais.

O presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Pônei (ABCC Pônei), Fabrício Borges Santos, argumenta que “apesar da crise, o mercado está aquecido e a procura é constante por parte de criadores de todo o país”. Ele está otimista com a participação no evento da Gameleira.

“A exposição é uma vitrine para os animais da raça procedentes de várias regiões, daí sua importância como oportunidade de divulgação do pônei e de estímulo para novos criadores”, diz.

Manejo fácil
O criador de pônei Felipe Camargos possui um haras em Betim (MG) e participa da Exposição Estadual do Parque da Gameleira desde 1996. Ele conta que entre as vantagens de criar pônei está a baixa manutenção do plantel.

“O pônei é de fácil manejo e ocupa pouco espaço nas fazendas. É o cavalo ideal para pequenas propriedades por ter baixa estatura e ocupar pouco espaço, além de consumir menos alimentos. Comecei a criar pôneis a convite de um primo, a exemplo de seu sucesso no mercado, vi que a raça possui bons atrativos”, conta.

Piquira
Felipe Camargos é criador também de pônei da raça piquira, cujo diferencial é a estatura máxima de 1.30 cm para machos e 1.28 cm para fêmeas, o que o caracteriza como o menor marchador do mundo. “A marcha do Piquira é um quesito importante para os julgamentos.

Para quem gosta de criar e participar de concursos nacionais, a marcha é ideal para conquistar prêmios, pois o piquira, além de ter origem mineira, é o menor marchador do mundo”, destaca o criador Henrique Macedo, cuja propriedade em Rio Pomba (MG) conta com 40 animais.

“Comecei a criar piquira por tradição familiar, acompanhando meu pai, e aprendi que a liquidez desses animais no mercado é um dos atrativos da raça”, completa. Um pônei tem preço médio de R$ 6 mil no mercado hoje.

Realização
A exposição é uma realização do Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), em parceria com as instituições vinculadas Emater-MG e Epamig e com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg). .

Esta edição vai reunir cerca de 1,2 mil animais, incluindo exemplares de bovinos e equídeos. A programação contará ainda com exposições de flores e peixes ornamentais, cursos técnicos e mini fazenda.

O consumidor poderá também adquirir produtos certificados da agroindústria como queijo minas e cerveja artesanal, cafés gourmets, vinhos, mel, hortaliças sem agrotóxicos e cogumelos orgânicos, derivados de leite de cabra, búfala e ovelha.

Desde março o Parque da Gameleira vem passando por obras de reformas e revitalização, que devem ser finalizadas ainda neste mês para receber a exposição. Com recursos da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), na ordem de R$ 4,36 milhões, foram feitas pinturas de pavilhões e baias, construção de banheiros com acessibilidade para portadores de necessidades especiais e reconstrução de currais, dentre outras melhorias.

Serviço:
57ª Exposição Estadual Agropecuária – Entrada Gratuita
Data: 1º a 4 de junho – de 8h às 21h
Local: Parque de Exposição da Gameleira – Av. Amazonas, 6020 – BH

Com Agência Minas

PUBLICIDADE
Don`t copy text!