Nova espécie de sapo é encontrada no Parque da Serra do Brigadeiro em Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Acervo pesquisadores UFV

Uma nova espécie de sapo foi encontrada no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB). A identificação do Brachycephalus darkside foi resultado de uma pesquisa conduzida pela pesquisadora Carla Silva Guimarães, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), em seu mestrado.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Segundo os pesquisadores da UFV, a nova espécie de sapo ganhou o nome de Brachycephalus darkside por suas características próprias, o que o diferencia de outras espécies semelhantes.

A principal diferença em relação ao Brachycephalus ephippium, que é base para a nova classificação, é sua musculatura preta. Outra novidade na identificação da nova espécie é o nome científico dado a ele, a expressão inglesa Dark Side significa Lado Negro.

Para a confirmação da nova espécie foi preciso realizar comparações com coleções científicas do país como as do Museu Nacional do Rio de Janeiro, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP).

O trabalho de pesquisa foi realizado dentro do Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal da UFV, sob orientação do professor Renato Neves Feio. O novo Brachycephalus é a sexta descoberta feita na Serra do Brigadeiro por pesquisadores orientados pelo professor Renato Feio e se soma às mais de 50 espécies que já catalogaram no parque.

De acordo com Laurielen Gurgel Pacheco, monitora ambiental do Parque Estadual Serra do Brigadeiro, o resultado de pesquisas como essa vem confirmar cientificamente o porquê do PESB ser classificado como “extrema importância biológica”, além de reforçar ainda mais a missão da unidade.

“Acreditamos também que pesquisas científicas em áreas protegidas são colaboradoras fundamentais para popularização da ciência, permitindo o conhecimento das nossas espécies regionais”, frisa Laurielen.

“Não podemos confirmar, por enquanto, que a espécie é endêmica do PESB, por ser uma espécie nova. Sabemos que o gênero é endêmico da Mata Atlântica, mas ainda não foram identificados registros em outras regiões”, afirma Laurielen.

O Parque Estadual da Serra do Brigadeiro está localizado na Zona da Mata e ocupa o extremo norte da Serra da Mantiqueira. Com uma área de 14.984 hectares, abriga vários picos e diversos cursos d´água que integram as bacias dos rios Paraíba do Sul e Doce, além de exuberante Mata Atlântica. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!