MP quer anular posse de deputados presos no Rio

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Ministério Público (MP) ajuizou ação civil pública contra a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para anular decisão de dar posse, fora do espaço da Casa, a cinco deputados que estão presos: Marcus Vinícius, Luiz Martins, Marcos Abrahão, André Correa e Chiquinho da Mangueira.

Eles foram alvo da Operação Furna da Onça, deflagrada pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pela Receita Federal em novembro do ano passado, para investigar esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e loteamento de cargos públicos.

O MP sustenta que “a retirada do livro de posse da Alerj para seu encaminhamento à unidade penitenciária em que estão recolhidos os quatro deputados, bem como à residência de Chiquinho da Mangueira, está em desconformidade com o Regimento Interno da própria Assembleia e em descompasso com os princípios da administração pública, em especial os da legalidade e da impessoalidade”.

Os promotores citam amparo no Artigo 303 do Código de Processo Civil e requerem deferimento do pedido de tutela provisória de urgência para que sejam imediatamente anulados todos os efeitos do ato da Mesa Diretora da Alerj.

Procurada, a Alerj ainda não se pronunciou sobre a iniciativa do Ministério Público, tomada nesta quarta-feira (27). Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!