Embaixador de Mianmar na ONU pede ação contra militares que deram golpe no país

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O embaixador de Mianmar nas Nações Unidas pediu ao organismo mundial que “use todos os meios necessários” contra os militares do país, que tomaram o poder em um golpe neste mês.

Kyaw Moe Tun fez este apelo em uma reunião da Assembleia Geral da ONU na sexta-feira (26). Representando o governo civil de Mianmar que foi deposto, ele fez também o gesto de 3 dedos, usado pela população birmanesa como símbolo de resistência contra os militares.

Linda Thomas-Greenfield, embaixadora dos Estados Unidos na ONU, pediu a cada membro da organização que “use todos os canais possíveis para dizer aos militares que não será tolerada violência contra o povo de Mianmar”.

Os embaixadores da China e da Índia na organização, que possuem fortes laços com a junta militar de Mianmar, não chegaram a criticar o golpe. Com informações da TV NHK do Japão

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!