Bases comunitárias da PMMG serão implantadas em Belo Horizonte

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A informação foi repassada após reunião de trabalho entre o governador Fernando Pimentel com o prefeito da capital, Alexandre Kalil, para discutir ações de segurança pública, como a implementação da integração de todas ações do Estado e do município no setor.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em entrevista à imprensa, Pimentel ressaltou a importância da realização do trabalho em conjunto com a prefeitura da capital, tendo como objetivo reduzir os índices de criminalidade na cidade. O detalhamento do programa será apresentado nas próximas semanas.

“A Polícia Militar vai intensificar o seu trabalho em Belo Horizonte com um modelo de setorização da cidade. A cidade está dividida em 86 setores e cada um deles vai receber, nos próximos meses, uma base comunitária móvel de forma definitiva. Cada uma dessas bases móveis vai ter quatro policiais vinculados a ela, sendo dois com motocicletas. E elas também serão equipadas com comunicação com o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), de maneira que o atendimento de ocorrências será muito mais ágil e muito mais preciso do que é feito hoje”, disse o governador.

Ainda de acordo com o governador, o projeto – ainda em fase de planejamento – irá garantir que esse sistema também seja compartilhado com a Guarda Municipal e os órgãos de segurança pública de Belo Horizonte. “Todo esse esforço que estamos fazendo é para colocar mais policiamento na rua, oferecer para a população da capital do estado um modelo que, de fato, garanta efetivamente a segurança para o cidadão e a cidadã”.

Integração
Outra medida discutida durante o encontro foi a integração total das ações de segurança pública do Estado com as do município. “Nós começamos a desenhar as ações que vamos fazer em conjunto na área da segurança pública. Foi esse o principal recado dessa primeira reunião de trabalho com o prefeito Kalil. Já agora vamos começar a integração e colocar equipes da prefeitura no centro de atendimento do Estado. Nós vamos fazer essa integração de mão dupla e fazer tudo o que for possível para garantir à população de Belo Horizonte índices de segurança melhores que os atuais”, reafirmou Pimentel.

A integração das ações, segundo o governador, também deverá ser realizada com os municípios da Região Metropolitana. “Vamos demonstrar a nossa disposição de trabalhar de forma integrada. O município é um personagem fundamental na prestação de serviços públicos ao cidadão e o Estado tem que apoiar, tem que ajudar naquilo que for possível”, finalizou.

Reforço
Dos pouco mais de mil novos soldados da Polícia Militar, que concluíram o curso de formação na semana passada, cerca de 500 vão atuar na capital. A efetivação desses novos policiais já faz parte da estratégia da setorização do trabalho em Belo Horizonte.

“Não existe segurança pública sem o Governo do Estado. Nós sabemos que a situação é ruim. Nós sabemos que a população está insegura. Mas iniciamos, hoje, uma etapa importante e definitiva para esses próximos quatro anos que é a integração do município com o Estado. O governador entende que a Região Metropolitana, principalmente Belo Horizonte, precisa ser olhada com carinho, com bons olhos”, afirmou o prefeito da capital, Alexandre Kalil. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
Don`t copy text!