PF investiga grupo que teria feito ameaças a integrantes de instituições do Poder Público

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (27/11), a Operação Estabilidade, com o escopo de investigar um grupo que fazia propaganda, em redes sociais, de processos ilegais para alteração da ordem política ou social. Apura-se que o grupo incitava à animosidade entre as Forças Armadas e as instituições civis, em especial, o Supremo Tribunal Federal. A PF cumpre três mandados de busca e apreensão em Brasília/DF, Uberlândia/MG e Taboão da Serra/SP.

A investigação teve início após a publicação de vídeo realizado na frente do prédio do STF, por dois dos investigados, em redes sociais, nas quais solicitavam intervenção militar e afastamento e prisão de nove ministros do STF. Com o aprofundamento das análises, foi possível constatar a participação deles em diversos atos do tipo, inclusive com a arrecadação de fundos para financiar o movimento.

O processo tramita na 15ª Vara Federal do DF, e os envolvidos podem responder pelos crimes previstos nos artigos 22, I e IV, §2º, “a”, e 23, II, da Lei 7.170/1983 (Lei de Segurança Nacional). Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!