Sassá é liberado para iniciar a transição para a preparação física em campo

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Mais uma boa notícia vinda do CARE (Centro Avançado de Recuperação Esportiva). Duas semanas após Fred, chegou a vez de Sassá ser liberado para iniciar o processo de transição para a preparação física em campo. O atacante passou por uma cirurgia no joelho esquerdo, no dia 5 de julho, e acaba de vencer uma etapa importante do seu tratamento.

Médico celeste, Dr. Sérgio Campolina destacou que a recuperação de Sassá vem ocorrendo dentro do prazo e apresentando níveis satisfatórios.

“Sassá está completando sete semanas da cirurgia de uma lesão no joelho esquerdo. Felizmente ele conseguiu apresentar evolução em seus parâmetros físicos, fisioterápicos e clínicos. Esse período de transição dele não será tão extenso, porque a fisioterapia já deu uma acelerada nessa parte de adaptação ao campo. Vejo mais como uma necessidade de melhora no condicionamento, porque ele naturalmente está aquém dos demais pelo período parado. Creio que em um prazo curto ele estará com o grupo”, projetou Campolina.

O fisioterapeuta Charles Costa também pontua que a dedicação do atleta no tratamento tem sido primordial para que as etapas venham sendo cumpridas.

“Seguindo nosso modelo de retorno ao esporte, o Sassá cumpriu todas as etapas dentro da fisioterapia. Ele se encontra com bom equilíbrio e força musculares, não apresentando nenhum déficit, e está liberado para as atividades funcionais em campo. Ele fará um trabalho de aumento de volume de carga e intensidade com a preparação física. Depois de algumas semanas ele será reinserido gradativamente às atividades com os demais atletas do grupo. Sassá é um atleta muito aplicado e possui um benefício genético que contribui para sua recuperação”, acrescenta Charlinho.

Já o preparador físico Eduardo Silva informou que, agora, Sassá passará por cargas de trabalho que serão aplicadas de forma gradativa dentro do processo de transição.

“Sassá retoma nesta segunda os trabalhos específicos de preparação física. Temos uma preocupação de readaptar a carga a ele, principalmente em relação ao joelho, porque isso é muito importante. A cartilagem reage a uma soma de carga, e é essencial termos a real noção de como ele suporta isso. A gente entende, que nas próximas semanas, levando em consideração que ele está há quase dois meses parado, ele já terá condições de competir bem e nos ajudar a trilhar os caminhos do sucesso”, ressaltou Dudu. Com site do Cruzeiro

PUBLICIDADE