Itália ainda não chegou ao pico de contágio, diz especialista

As infecções por coronavírus na Itália ainda não atingiram seu pico, disse o chefe do Instituto Superior de Saúde do país, Silvio Brusaferro, nesta sexta-feira (27). Nesta data o país registrou 919 mortes em um período de 24 horas em razão do vírus, elevando o número de mortes para 9.134 e total de casos confirmados totaliza 86.498, superando a China onde foram registrados os primeiros casos da pandemia.

“Nem atingimos o pico nem ultrapassamos”, disse Brusaferro em entrevista coletiva.

Ele afirmou, no entanto, que há “sinais de desaceleração” no número de pessoas infectadas, sugerindo que o pico pode não estar muito longe, após o qual novos casos devem mostrar uma tendência visível de queda.

“Quando a queda começar, se vai ser acentuada, dependerá do nosso comportamento”, disse Brusaferro, referindo-se à intensidade com que os italianos continuarão a respeitar as restrições de um confinamento imposto pelo governo. Com Agência Brasil/Reuters

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!