UE exige libertação de detidos em manifestação anticorrupção na Rússia

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A União Europeia (UE) reivindicou nesta segunda-feira (27) a libertação “sem demora” dos manifestantes “pacíficos” que foram detidos no protesto anticorrupção deste fim de semana na Rússia, entre eles o líder opositor Alexei Navalni. A informação é da Agência EFE.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“Fazemos um apelo às autoridades russas para que cumpram seus compromissos internacionais, inclusive os do Conselho da Europa e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (Osce) fazer valer esses valores e libertar sem demora os manifestantes pacíficos detidos”, afirmou em comunicado a chefe da diplomacia comunitária, Federica Mogherini.

A UE criticou o fato de que a polícia russa, “em uma tentativa de dispersar os manifestantes e com a detenção de centenas de cidadãos, incluído o líder opositor, tenha impedido o exercício da liberdade básica de expressão, associação e assembleia pacífica, que são direitos fundamentais da Constituição russa”.

Milhares de russos participaram nesse domingo (26) da jornada nacional de protesto contra a corrupção convocada por Navalny, candidato à Presidência, com comícios e manifestações em todo o país, que terminaram em Moscou com centenas de detidos. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!