Cargas do transporte marítimo representam 80% dos produtos comércio global

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A pandemia do novo coronavírus ajudou a evidenciar a dedicação e sacrifício de mais de 2 milhões de profissionais que atuam em embarcações de transporte marítimo.

Para o secretário-geral da ONU, sem o esforço deles o mundo não teria como responder à crise global da Covid-19.

Logística
António Guterres divulgou uma mensagem para marcar o Dia Marítimo Mundial, lmebrado na quinta 24 de setembro. O lema deste ano é “transporte sustentável para um planeta sustentável”.

Como já havia afirmado no Dia do Marinheiro, em 25 de junho, Guterres expressou preocupação com o aumento de crises de segurança e humanitárias que afetam centenas de milhares de trabalhadores do setor.

Mesmo com os riscos de contaminação durante a pandemia, os profissionais de transporte marítimo seguiram, de forma incansável, a apoiar a rede de logística mundial entregando suprimentos médicos, alimentos e outros bens básicos.

Consequências
O chefe da ONU lembrou que essa é uma profissão com um alto grau de cansaço físico e mental, e que inclui um longo tempo longe das famílias. Alguns empregados chegam a passar mais de 17 meses embarcados. Para Guterres, marinheiros exaustos não podem seguir trabalhando e qualquer interrupção para a navegação e o transporte teria consequências arrasadoras.

No Dia Marítimo Mundial, o chefe da ONU renovou o apelo aos governos para considerar marinheiros e outros funcionários do transporte marítimo, “trabalhadores-chave”. Segundo Guterres, é preciso assegurar as mudanças seguras de tripulações e a implementação de protocolos de agências da ONU como de outras entidades internacionais.

Eficiência energética
Ele mencionou a importância da indústria de transporte marítimo para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Para a ONU, o setor deve estar alinhado à saúde dos oceanos e à biodiversidade.

A Organização Marítima Internacional (OMI) divulgou padrões globais de apoio a um transporte mais limpo e ecológico.

A agência da ONU atua com governos para apoiar o processo de descarbonização no transporte marítimo e a melhorar a eficiência energética do setor.

Para o chefe da ONU, o transporte marítimo pode e deve continuar a contribuir para a economia global de forma sustentável. A existência do setor é fundamental na construção de um futuro mais sustentável par as pessoas e planeta. Com ONU News

PUBLICIDADE
Don`t copy text!