Equipe da Aneel acompanha hidrelétrica no Rio Paraopeba

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que uma equipe da agência acompanha neste sábado (26) a situação os rejeitos da barragem da Vale, rompida no início da tarde em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A agência está monitorando a situação da Usina Hidrelétrica (UHE) de Retiro Baixo, localizada no Rio Paraopeba, que foi atingido pelos rejeitos da barragem.

“Aneel está em contato permanente com a concessionária da UHE Retiro Baixo, usina localizada no Rio Paraopeba (MG) e que deverá reter rejeitos oriundos do acidente com a barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho”, disse a agência.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o rejeito que vazou da Mina Feijão atingiu o Rio Paraopeba às 15h50.

Os bombeiros estimam que cerca de 200 pessoas estão desaparecidas. Situada em Brumadinho (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, a Mina Feijão pertencente à Vale.

A usina é um empreendimento conjunto da Cemig (49,9%), Furnas (49%) e Orteng (1,1%). De acordo com a Aneel, a Sociedade de Propósito Específico (SPE) responsável pela usina de Retiro Baixo, disse que já tomou as primeiras providências para conter a lama. “Foi interrompida a operação da usina, realizados testes de vertedouro e fechadas as tomadas de água para preservar os equipamentos”, informou a agência reguladora.

A hidrelétrica tem potência outorgada de 82 MW e está localizada na região dos municípios mineiros de Pompéu e Curvelo, em Minas Gerais. O reservatório tem volume de 240 hectômetros cúbicos. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!