Feminicídio cresce 250% em BH e violência contra mulher pauta debate na ALMG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Nesta segunda-feira (25), quando se celebra o Dia Latino-Americano e Caribenho contra a Violência à Mulher, a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher realiza debate sobre o aumento dos índices de violência contra esse segmento no Estado.

A audiência será às 16 horas, no Auditório do andar SE da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), a requerimento da deputada Beatriz Cerqueira (PT). Ela ressalta que, dos 853 municípios mineiros, apenas 64 contam com delegacias especializadas em atendimento às mulheres, o que dificulta a assistência e favorece a impunidade.

Dados atribuídos à Polícia Civil e divulgados pela imprensa mineira apontam o registro de 74.361 casos de violência contra mulheres em Minas no primeiro semestre de 2019. O número supera o do mesmo período de 2018 (71.406).

Os números de feminicídio têm oscilação semelhante: 62 no ano passado e 69 neste ano, sempre no período de janeiro a julho. Na Capital, a situação se agrava. Belo Horizonte registrou sete homicídios no primeiro semestre de 2019, contra dois no mesmo período de 2018, alta de 250%. Com ALMG

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!