Promoção tecnológica é destaque do Dia Mundial da Informação sobre o Desenvolvimento

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

As Nações Unidas marcaram ontem (24) o Dia Mundial da Informação sobre o Desenvolvimento chamando a atenção para questões que favorecem o progresso e para a necessidade de reforçar a cooperação internacional.

Em 1972, a Assembleia Geral adotou a resolução 3038 instituindo a data de forma a fazer coincidir com o Dia das Nações Unidas. A celebração lembra ainda a criação da Estratégia de Desenvolvimento Internacional para a Segunda Década da ONU para o Desenvolvimento em 1970.

Vantagens
Este ano, a organização realça que as tecnologias da informação e comunicação podem fornecer novas soluções para os desafios de desenvolvimento, em especial no contexto da globalização.

Umas das sugestões é que estas tecnologias sejam aproveitadas de forma eficaz para o fim do fosso digital.
Estas tecnologias apresentam vantagens como a promoção do crescimento econômico, a competitividade, o acesso à informação e ao conhecimento, além da erradicação da pobreza e incentivo à inclusão social.

Por isso, a Assembleia Geral defende uma maior divulgação da informação e mobilização da opinião pública, em particular entre os jovens. A expetativa é que haja “uma maior consciência dos problemas do desenvolvimento, promovendo esforços no âmbito da cooperação internacional para o desenvolvimento.”

O resultado dessa promoção seria agilizar a integração de todos os países na economia global, especialmente as economias em desenvolvimento.

Exclusão
Essas nações enfrentam dificuldades para atingir a meta, aliadas à exclusão digital no acesso à informação a ferramentas de tecnologia de comunicação e conectividade de banda larga que reflete diferentes níveis de desenvolvimento.

Nesse cenário, diferentes ramos econômicos e ações sociais ficam afetados em áreas como funcionamento do governo, negócios, saúde e educação.

A Assembleia Geral aponta ainda para a questão das diferenças entre sexos como parte do fosso digital. O órgão incentiva todas as partes a garantirem a plena participação feminina na sociedade da informação e no acesso a novas tecnologias.

De acordo com a resolução, as promessas feitas nos domínios de ciência e tecnologia para o desenvolvimento, incluindo tecnologias de informação e comunicação, continuam por cumprir. Umas das sugestões é que estas tecnologias sejam aproveitadas de forma eficaz para o fim do fosso digital. Com ONU News

PUBLICIDADE
Don`t copy text!