Romeu Zema visita Brumadinho e diz que prioridade é resgatar vítimas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O governador Romeu Zema, acompanhado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, está no local do rompimento da barragem em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Segundo dados confirmados pelo Corpo de Bombeiros, já foram localizados sete corpos de vítimas mortas. Ainda não há a identificação das pessoas que morreram.

Foram retiradas nove pessoas com vida da lama e cerca de 100 pessoas ilhadas foram resgatadas. Segundo dados transmitidos pelo representante da Vale ao governador mineiro, havia 427 pessoas no local, sendo que 279 foram resgatadas vivas. E são cerca de 150 pessoas desaparecidas, no momento, com vinculação à empresa. Bombeiros já solicitaram o nome dos desaparecidos à empresa.

“No momento a grande medida é ver sobreviventes, e informar às famílias dos atingidos”, diz o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), sobre o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho. Disse ainda que não é momento de discutir as causas e sim de resgatar as vítimas da tagédia.

São quase 100 bombeiros atendendo a ocorrência no local e o contingente será dobrado a partir desta madrugada. Dezenas de helicópteros do aparato estadual e de outros órgãos participam das buscas por sobreviventes. O posto de comando foi montado em uma faculdade de Brumadinho e será mantido pelos próximos dias.

De acordo com a empresa proprietária da barragem, um número 0800 para envio de informações sobre pessoas desaparecidas na região será criado. Segundo a Copasa, não há risco de desabastecimento de água na Região Metropolitana da capital. São cerca de 2 mil pessoas sem energia no momento e a Cemig trabalha para retomar a ligação elétrica na área. Mas há cinco torres de iluminação para auxiliar os trabalhos de salvamento durante a madrugada. Mais informações a qualquer momento.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!