Governo do Rio recorrerá de decisão que retira taxa de licenciamento de veículos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Decisão do Tribunal de Justiça do Rio, proferida nesta quarta-feira (23), determina que o Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) deixe de cobrar a taxa de licenciamento dos veículos, que hoje custa R$ 202,55. Apesar disso, o Detran continua cobrando a taxa, porque ainda não foi notificado oficialmente da decisão.

O órgão comunicou que, assim que for notificado, a Procuradoria-Geral do Estado vai recorrer e esclarecerá os detalhes do novo procedimento de vistoria que fundamentam a manutenção da cobrança da taxa.

A proibição da cobrança da taxa foi pedida pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) e tem como motivação um decreto baixado pelo governador Wilson Witzel, em 1º de janeiro, que acaba com a obrigatoriedade da vistoria anual dos veículos. No entanto, apesar de a inspeção técnica não ser mais realizada, a taxa referente ao serviço ainda é cobrada no Guia de Recolhimento de Taxas (GRT).

A liminar também isenta os proprietários de emitirem uma autodeclaração de que o automóvel está em perfeito estado – que passou a ser exigida no lugar da vistoria. Segundo a 16 ª Vara da Fazenda Pública do Rio, o cidadão comum não tem conhecimento técnico para verificar as condições do veículo e, por isso, não pode ser responsabilizado civil e criminalmente.

Também foi destacado pela juíza do caso, Maria Teresa Pontes Gazineu, que o Detran não deve repassar para o consumidor a responsabilidade de fiscalizar o veículo, que é do Estado. Com Agência Brasil

Don`t copy text!