Bom Despacho: representante de consórcio recolhe dinheiro e desaparece

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

radar_policialdt

As vítimas de 37 e 33 anos relataram que haviam comprado um consórcio de um representante com sede em Pará de Minas. O consórcio teria a duração de 80 meses com valor de crédito de R$6.500,00 e parcelas de R$167,00, sendo que a primeira parcela foi paga em dinheiro na data da adesão. Porém, o representante não emitiu recibo e deixou apenas um contrato com as vítimas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Posteriormente, os solicitantes ligaram para a referida empresa pedindo os boletos para os pagamentos subsequentes e foram informados que o dono da empresa iria pessoalmente visitá-los. Então outro indivíduo foi até a casa dos clientes e convenceu-os a trocar o consórcio que lhes fora vendido por outro de mesma duração, mas com crédito de R$15.000,00 e parcelas de R$237,00, sendo recolhido o contrato antigo e deixado um novo.

Após realizarem três pagamentos nos meses seguintes, as vítimas exigiram todos os recibos das parcelas pagas e a partir de então não foram mais procurados nem atendidos pelo representante ou pela suposta empresa. As vítimas alegaram que possuem arquivos de mensagens, comprovantes bancários, contratos dos consórcios e contatos de telefones dos envolvidos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!