Belo Horizonte recebe primeiros táxis híbridos

Divulgação/BDMG

Na quarta-feira (21), o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e a Prefeitura de Belo Horizonte entregaram as primeiras chaves dos táxis híbridos. Os veículos, financiados pelo banco de fomento, têm motor que utiliza gasolina e energia elétrica. Com isso, reduzem até 50% o consumo de combustível, emitindo menos poluentes na atmosfera.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

De acordo com o presidente do BDMG, Marco Crocco, a iniciativa reforça o compromisso da instituição com o desenvolvimento sustentável.

“Essa é uma das áreas prioritárias de atuação do banco, que conta com outras iniciativas. A Prefeitura de Belo Horizonte nos solicitou uma solução financeira para as empresas participantes do edital e assumimos o compromisso de oferecer as melhores condições, pois acreditamos no resultado: a melhoria da qualidade de vida da sociedade, a preservação ambiental e a geração de emprego e renda”, apontou.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, destacou e como mais um passo importante para melhorar a qualidade do serviço prestado à população e, também, para melhorar o transporte público em Belo Horizonte. “É a concorrência trazendo qualidade para a população”, afirmou.

O BDMG oferece financiamento para as empresas permissionárias da BHTrans que circulam na praça de Belo Horizonte. Até o momento, foram financiadas três empresas, que somam 44 táxis. A expectativa é que o número chegue a 100 no final do ano. Podem ser financiados até 100% do valor do veículo e mais 5% do valor do automóvel para capital de giro a ser utilizado na compra de taxímetros, uniformes e seguros dos carros. As condições também são atrativas: até 60 meses para quitar o financiamento, incluídos até seis meses de carência para começar a pagar. A taxa também é a menor do mercado para o segmento: 1,39% ao mês.

Os taxistas Haroldo da Silva Lopes e Rosana de Lourdes Costa receberam as chaves das mãos do prefeito e do presidente do BDMG. Rosana é taxista há 14 anos e pagava aluguel para trabalhar. Agora, celebra o financiamento: “O táxi híbrido foi uma ótima oportunidade para eu adquirir minha placa, com um carro de excelente qualidade e econômico. Vou prestar melhores serviços à população e sem agredir o meio ambiente”, afirmou.

Também participaram da solenidade o presidente da BHTrans, Célio Freitas Bouzada, e o vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!